'Aeroporto fantasma' na Coreia do Sul

Player

Você precisa da versão correta do Flash Player para ter acesso a este conteúdo

Baixar a versão correta

Executar formatos alternativos de arquivos multimídia

Construído na costa leste da Coreia do Sul há sete anos, o aeroporto internacional de Yangyang não tem vôos atrasados nem filas longas para o check-in.

Há seis meses não recebe nenhum passageiro.

O 'aeroporto fantasma', como está sendo chamado, custou quase US$ 400 milhões e tem capacidade para 3 milhões de passsageiros por ano, mas em 2008 recebeu em média menos de 30 passageiros por dia.

Ativistas e a mídia local culpam governos anteriores por mau planejamento e pedem que o aeroporto seja fechado ou privatizado.

Mas a administração do aeroporto afirma que o terminal pode ter futuro, com uma possível negociação com empresas de aviação de baixo custo.

No outro lado do país, o aeroporto internacional de Muan é ainda mais recente, com menos de dois anos.

Apesar de receber alguns vôos, dentro do terminal de Muan a história é parecida. Guichês de check-in vazios, atingindo no ano passado menos de três por cento da capacidade de passageiros.

A construção de dois outros aeroportos no país foi adiada. Um deles já está 80 por cento construído.


BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.