Morte de guru gera confrontos na Índia

Player

Você precisa da versão correta do Flash Player para ter acesso a este conteúdo

Baixar a versão correta

Executar formatos alternativos de arquivos multimídia

A morte de um guru da religião sikh, em um templo na Áustria, gerou tumultos em várias cidades do estado de Punjab, na Índia.

Na cidade de Jalandhar, seguidores do movimento sikh que teria sido atacado em Viena, sairam às ruas em protesto violentos.

Carros foram incendiados e houveram confrontos entre membros do movimento e outros sikhs.

O guru que morreu em Viena, Sant Ramanand, foi atacado por seis homens também sikhs, armados com facas e uma arma, durante uma cerimônia religiosa.

Outro guru Sant Nirajnan Dass, está entre outras 15 pessoas que foram feridas.

Ambos eram de um grupo sikh de uma casta inferior, que tem um grande número de seguidores em partes do estado de Punjab. Eles haviam sido convidados a Viena para conduzir uma cerimônia religiosa.

Membros da comunidade sikh em Viena disseram que os agressores são fundamentalistas sikhs de uma casta mais alta, que acreditavam que os gurus eram desrespeitosos ao livro sagrado sikh.


BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.