Ferrari 'de cerâmica milenar'

Player

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

A fabricante de carros de luxo Ferrari apresentou nesta quarta-feira um modelo único, feito especialmente para comemorar os cinco anos da companhia na China.

Homenageando a cultura milenar chinesa, o carro foi pintado à mão para lembrar uma peça de cerâmica da dinastia Song, que governou a China entre os séculos 10 e 13.

O design é do artista contemporâneo chinês Lu Hao, ele mesmo dono de uma Ferrari.

"É linda", disse o ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher, que fez a apresentação do carro à plateia.

Schumacher venceu cinco de seus sete títulos mundiais na escuderia italiana.

"Muita potência, você pode se divertir muito dirigindo-a na estrada ou na pista de corrida."

O carro faz parte da limitada edição 599 GTB Fiorano, feita especialmente para o mercado chinês, hoje o maior do mundo.

Apenas uma dezena de carros da série foi fabricada.

O comprador do veículo com motivos da dinastia Song terá a vantagem de levar para casa um exemplar único – mas tem de estar disposto a desembolsar, segundo as estimativas, perto de US$ 1 milhão (cerca de R$ 1,7 milhão) em um leilão.

O presidente regional da Ferrari, Marco Mattiaci, disse que a companhia tem planos de vender cerca de 600 carros por ano na China – o mesmo volume que vendeu desde que desembarcou no país, em 2004.

"A média do consumidor chinês é de 34 anos de idade, diferente de todo o resto do mundo, que é de 45-50 anos", afirmou.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.