Meio Ambiente

Vazamento há 30 anos foi 'pior da História'

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

Em 1979, o poço Ixtoc 1 no Golfo do México explodiu após uma falha numa válvula de segurança – o vazamento que se seguiu foi o maior da História.

Nem um enorme funil de contenção ou toneladas de lama foram suficientes para conter o petróleo.

As semelhanças entre o vazamento atual e o de 30 anos atrás não acabam aí: também foram perfurados dois poços de emergência para aliviar a pressão. Só assim, depois de nove meses, o vazamento foi controlado.

Na costa do México, as consequencias ainda podem ser vistas hoje.

No entanto, cientistas afirmam que dois anos depois do vazamento, os ecossistemas costeiros do México já davam mostras de recuperação.

Para pescadores mexicanos, entretanto, a possível chegada da mancha causada pelo vazamento da BP é classificada como "desastre".

Eles afirmam que a pesca já está reduzida, já que o mar estaria contaminado.

Hoje, a comunidade pesqueira do Golfo do México vive à sombra das empresas petrolíferas e do acidente com a Ixtoc, o pior de todos, pelo menos até o momento.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.