Rússia

Fumaça leva Moscou a pedir que pessoas fiquem em casa

Player

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

As pessoas em Moscou foram alertadas pelas autoridades nesta sexta-feira a ficar dentro de casa e evitar esforço físico por causa da densa nuvem de fumaça que há dias cobre a capital russa.

A poluição de Moscou foi agravada pelos atuais incêndios florestais, que vêm sendo considerados os piores da história do país.

Nas ruas da capital, moradores e turistas podem ser vistos usando máscaras para respirar.

A fumaça chegou a invadir os túneis do metrô, e especialistas dizem que os níveis de poluição estão quatro vezes acima da média.

Recorde de calor

As famosas torres do Kremlin mal podem ser vistas, e a visibilidade em algumas partes da cidade não passa de alguns metros.

A previsão é de que a densa neblina permaneça estacionada sobre a capital russa nos próximos dias, que devem manter a atual onda de calor de até 38ºC.

As autoridades dizem que o recorde de calor na Rússia foi batido neste ano e que nunca se viu condições iguais no país.

Nos arredores de Moscou, foram registrados quase 50 focos de incêndio florestal nesta sexta-feira.

Incêndio e calor na Rússia

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.