BBC World Service LogoHOMEPAGE | NEWS | SPORT | WORLD SERVICE
Portuguese Pesquisa na BBC Brasil
 
Primeira Página
Saúde &
Tecnologia
Economia
Cultura
Especial
Fórum
Aprenda inglês
ÁUDIO
Dois minutos pelo mundo
Notícias
Mundo Hoje
De Olho
no Mundo
Programação
Como Sintonizar
SERVIÇOS
Parceiros
Sobre a BBC
Expediente
Página simplificada
Fale com a gente
Empregos
E-manchetes
LÍNGUAS
Espanhol
Português para a África
Árabe
Chinêês
Persa
Hindi
Urdu
BBC News
BBC Sport
BBC Weather
 Você está em: Notícias
11 de dezembro, 2001 - Publicado às 11h38 GMT
Cronologia: União Soviética



26 de dezembro de 1991 - O governo russo passa a ocupar os prédios até então ocupados pelos funcionários do governo da União Soviética.

25 de dezembro de 1991 - Mikhail Gorbachev apresenta sua renúncia à presidência da União Soviética; Os Estados Unidos reconhecem a independência do restante das ex-repúblicas soviéticas que até então não haviam sido reconhecidas.

8 de dezembro de 1991 - Líderes da Rússia, da Ucrânia e de Belarus assinam um tratado que cria a CEI (Comunidade de Estados Independentes).


Yeltsin liderou resistência contra tentativa de golpe em 91
Setembro de 1991 - O parlamento vota pela dissolução da União Soviética.

Agosto de 1991 - Membros do alto escalão do governo, entre eles o ministro da Defesa Dmitry Yazov, o vice-presidente Gennady Yanayev e o diretor da KGB detêm Gorbachev em sua casa de veraneio na Criméia. A tentativa de golpe, porém, termina três dias depois, com os líderes golpistas sendo presos; Boris Yeltsin proíbe o Partido Comunista de operar na Rússia e confisca seus bens; Yeltsin reconhece a soberania das repúblicas do Báltico; a Ucrânia, e depois outras repúblicas, se declaram independentes.

1990 - Tropas soviéticas são enviadas ao Azerbaijão depois de terem ocorrido mortes em conflitos étnicos entre azeris e armênios. O Partido Comunista determina o fim do regime de partido único no país. Gorbachev se opõe à independência dos países bálticos e impõe sanções à Lituânia. Yeltsin é eleito presidente da República Socialista Soviética da Rússia e abandona o Partido Comunista soviético.

Glasnost, Perestroika e Chernobyl

1989 - Tropas soviéticas abandonam o Afeganistão; Protestos nacionalistas são registrados na Geórgia; O Partido Comunista da Lituânia declara sua autonomia em relação ao Partido Comunista soviético; primeiras eleições diretas para membros do parlamento.


Gorbachev: arquiteto da Perestroika
1988 - Gorbachev substitui Andrei Gromyko como presidente e enfrenta nacionalistas no Cazaquistão, Armênia, Azerbaijão e nos países bálticos; Em uma conferência especial, o Partido Comunista decide abrir o mercado para a iniciativa privada.

1987 - A União Soviética e os Estados Unidos concordam em destruir seus arsenais de mísseis nucleares de médio alcance; Boris Yeltsin é afastado da chefia do Partido Comunista em Moscou por criticar a lentidão das reformas no país.

1986 - Explode na Ucrânia a usina nuclear de Chernobyl, contaminando com radioatividade uma grande extensão de terras.

1985 - O líder soviético Konstantin Chernenko morre e é substituído por Mikhail Gorbachev no cargo de secretário-geral do Partido Comunista. Andrey Gromyko assume a presidência. Gorbachev inicia uma campanha contra as bebidas alcoólicas no país e lança as políticas que iriam marcar seu governo - a Glasnost, ou transparência, e a Perestroika, ou reestruturação.

A era Brejnev

1984 - Yuri Andropov morre e é substituído por Kostantin Chernenko.

1982 - Brejnev morre e é substituído pelo chefe da KGB, Yuri Andropov.

1980 - Aleksey Kosygin é substituído por Nikolay Tikhonov no cargo de primeiro-ministro; Kosygin morre.


Brejnev ocupou o Kremlin de 64 a 82
1979 - A União Soviética e os EUA assinam o acordo SALT-2; Tropas soviéticas invadem o Afeganistão.

1977 - Brejnev é eleito presidente sob uma nova constituição.

1974 - A União Soviética concorda em amenizar sua política de emigração em troca de uma melhoria nas relações comerciais com os EUA.

1972 - A União Soviética e os EUA assinam o acordo SALT-1 de controle de armas.

1969 - Tropas soviéticas e chinesas entram em confronto na fronteira.

1968 - Tropas soviéticas e de países membros do Pacto de Varsóvia invadem a Tchecoslováquia para reverter um processo de liberalização que estava em andamento no país; a "Doutrina Brejnev" é anunciada. Segundo ela, países comunistas têm o direito de intervir em outros países comunistas cujas políticas ameacem o movimento comunista internacional.

1964 - Nikita Kruchev é substituído por Brejnev no cargo de secretário-geral do Partido Comunista; Kosygin se torna primeiro-ministro.

Depois de Stalin

1963 - A União Soviética se junta aos EUA e à Grã-Bretanha na assinatura de um tratado banindo testes nucleares atmosféricos.


Kruchev: críticas a Stalin
1962 - A presença de mísseis soviéticos em Cuba é o estopim de uma crise nas relações entre a União Soviética e os EUA.

1961 - Yuri Gagarin se torna o primeiro homem a ir ao espaço.

1960 - A União Soviética derruba um avião de espionagem americano que sobrevoava o território do país.

Fim dos anos 50 - A China critica a União Soviética por sua política de coexistência pacífica com o ocidente.

1958 - Kruchev se torna primeiro-ministro, além de chefe do Partido Comunista, depois de afastar Nikolay Bulganin, o premiê até então.

1957 - O Sputnik, o primeiro satélite artificial da história, começa a orbitar a terra.


O Sputnik, primeiro satélite artificial da história
Fevereiro de 1956 - Kruchev faz um discurso secreto durante o 20º Congresso do Partido Comunista, em que denuncia o governo ditatorial de Stalin e o culto de sua personalidade.

Segunda Guerra Mundial e os anos seguintes

1956 - Tropas soviéticas são enviadas à Hungria para sufocar um levante de oposição.

1955 - É criado o Pacto de Varsóvia - a organização que espelhou a Otan, reunindo os países comunistas em uma aliança militar.

1955 - George Malenkov é afastado do cargo de primeiro-ministro e substituído por Nikolay Bulganin.

1953 - Os soviéticos explodem sua primeira bomba H.

Março de 1953 - Josef Stalin morre e é substituído por Malenkov no cargo de primeiro-ministro e por Kruchev no cargo de primeiro-secretário do comitê central do Partido Comunista.

1950-53 - O início da guerra da Coréia faz com que as relações entre a União Soviética e os países do ocidente se deteriorem ainda mais.

1950 - a União Soviética e a China assinam um tratado estabelecendo uma aliança por 30 anos.

1949 - A União Soviética detona sua primeira arma atômica; Moscou reconhece o governo comunista na China.

1948-49 - O bloqueio de Berlim: A União Soviética não consegue evitar que suprimentos sejam enviados a setores de Berlim ocupados por forças do ocidente.

Agosto de 1945 - A União Soviética declara guerra ao Japão e acaba anexando o sul da ilha Sakalina e as ilhas Kuril.

1945 - Moscou entra em acordo com os aliados quanto às zonas de influência na Europa, depois de discussões na conferência de Yalta e de Postdam.

1943 - Os alemães fracassam na tentativa de tomar Stalingrado; as tropas soviéticas realizam uma contra-ofensiva que culmina com a captura de Berlim em maio de 1945.

Junho de 1941 - A Alemanha invade a União Soviética e até o final do ano ocupa Belarus e boa parte da Ucrânia, além de cercar Leningrado (atual São Petersburgo). Embora uma contra-ofensiva soviética salve Moscou dos nazistas, em junho os alemães estavam nos limites da cidade de Stalingrado (hoje Volgogrado) e perto dos ricos campos de petróleo do Cáucaso.

Abril de 1941 - A União Soviética e o Japão assinam um pacto de não-agressão.

1940 - Tropas soviéticas ocupam os países bálticos, que são anexados à URSS; A Romênia cede à União Soviética os territórios da Bessarabia e Bukovina do Norte, que formam a República Socialista Soviética da Moldávia - no território hoje ocupado pela república de mesmo nome.

Coletivização

1939-40 - Guerra entre a Rússia e a Finlândia, que termina com a Finlândia cedendo parte de seu território aos soviéticos - a atual república de Karella, que faz parte da Federação Russa.

Setembro de 1939 - Tropas soviéticas invadem a Polônia, que é então dividida entre a Alemanha e a URSS.

Agosto de 1939 - A União Soviética e a Alemanha nazista firmam um pacto de não-agressão; A Alemanha invade a Polônia, dando início à Segunda Guerra Mundial.

1936-38 - É anunciada a descoberta de um complô para derrubar o regime de Stalin, encabeçado por Leon Trotsky. Isso desencadeia uma caça às bruxas que provoca a prisão e execução de milhares de supostos dissidentes das forças armadas e de membros do Partido Comunista e do governo.


Josef Stalin mandou milhares de pessoas para a Sibéria
1934 - A União Soviética é admitida na Liga das Nações.

1933 - Os EUA reconhecem o governo da União Soviética.

1928 - É adotado o primeiro plano quinqüenal, estabelecendo as metas e prioridades para toda a economia; começa a coletivização da agricultura; centenas de agricultores relativamente prósperos são mortos; milhares de agricultores têm suas casas destruídas e suas propriedades confiscadas.

1924 - A União Soviética adota uma constituição baseada na ditadura do proletariado, estabelecendo a propriedade pública da terra e dos meios de produção; Vladimir Lênin morre e é substituído por Josef Stalin.

1922 - O governo alemão reconhece o governo da União Soviética.

1922 - O tratado de União unifica formalmente Rússia, Ucrânia, Belarus e o Transcáucaso (dividido em 1936 em três partes, formando os territórios da Armênia, do Azerbaijão e da Geórgia) formando a União Soviética.

Revolução e guerra civil

1921 - A nova política econômica estabelece o retorno parcial da economia de mercado e um período de estabilidade.

1921 - Assinado o acordo de paz com a Polônia.

1920 - Guerra com a Polônia.

1918-21 - Anunciada a política do "comunismo de guerra", com o estado assumindo o controle de toda a economia; milhões de agricultores na região do Don morrem de fome depois que o exército confisca a produção de alimentos para alimentar os soldados e os moradores das cidades.

1918-20 - Guerra civil entre os bolcheviques, ou vermelhos, e os mencheviques, ou brancos. No norte da Rússia, britânicos, franceses e americanos capturam as cidades de Murmansk e Arcangelsk, até 1919. No extremo oriente, os russos perdem a cidade de Vladivostok, que é ocupada pelo Japão até 1922.

1918 - Assinatura do tratado de Brest-Litovsk, segundo o qual a Rússia cede partes de seu território para Alemanha; Finlândia, Estônia, Letônia, Lituânia, Ucrânia, Geórgia, Armênia e Azerbaijão proclamam sua independência da Rússia.


O líder da revolução bolchevique: Vladimir Lênin
Outubro de 1917 - Os bolcheviques derrubam o governo provisório estabelecido pelos Mencheviques; operários e marinheiros capturam prédios do governo e o palácio de inverno em São Petersburgo, e depois dominam Moscou.

Abril de 1917 - Lênin e outros revolucionários voltam à Rússia, depois de um período na Alemanha.
 
   E-MANCHETE
Assine o serviço da BBC Brasil para receber as principais notícias por e-mail.
   ORIENTE MÉDIO
Leia as últimas notícias e análises sobre o processo de paz entre Israel e os palestinos.







BBC World Service Logo ^^Volta ao início da página
Primeira Página | Saúde & Tecnologia | Economia | Cultura | Especial
Fórum | Aprenda inglês
---------------------------------------------------------------------------------------------------
Programação | Como Sintonizar
Parceiros | Sobre a BBC