Fale com a gente
BBC Brasil

Primeira página

Ivan Lessa

Especial

Fórum

Aprenda inglês

Parceiros

Sobre a BBC

Other Languages

 Você está em: Notícias

25 de maio, 2001 - Publicado às 10h41 GMT

Pesquisadores advertem para riscos do lixo espacial
Pode haver 150.000 fragmentos em órbita
Pode haver 150.000 fragmentos em órbita

Dois pesquisadores americanos advertiram que há tanto lixo espacial em órbita da Terra que uma colisão séria com satélites e naves tripuladas pode ser inevitável.

A estimativa é de que existam 150.000 fragmentos em órbita, que vão de partes de foguetes a chaves de fenda perdidas por astronautas ao realizar reparos em caminhadas espaciais.

Segundo o editor de ciência da BBC, Andrew Craig, o problema se acentua porque em algumas órbitas há tantos fragmentos que eles acabam se chocando e se dividindo em partes menores, de mais difícil detecção pela Nasa (a agência espacial americana).

Os pesquisadores Donald Kessler e Philip Anz-Meador acreditam que dentro de vinte anos já não será mais possível realizar operações em órbitas mais próximas da Terra.

Estação Espacial

A Nasa consegue localizar todos os fragmentos maiores de dez centímetros. Apesar de pequenos, esses fragmentos viajam a uma velocidade tão alta que podem danificar satélites.

Alguns ônibus espaciais também já voltaram à Terra com suas janelas cheias de fragmentos do espaço.

A Estação Espacial Internacional está preparada para fazer uma manobra de emergência caso seu radar indique risco de colisão.

 Pesquisa na BBC Brasil

   E-MANCHETE
Assine o serviço da BBC Brasil para receber as principais notícias por e-mail.
   ORIENTE MÉDIO
Leia as últimas notícias e análises sobre o processo de paz entre Israel e os palestinos.









Matérias Relacionadas


    Para cima    

BBC Brasil
Fale com a gente
Brasil@bbc.co.uk

   

Primeira página | Ivan Lessa | Especial
Fórum | Aprenda inglês | Parceiros
Sobre a BBC

   
© BBC World Service
Bush House, Strand, London WC2B 4PH, UK.
Serviço Mundial da BBC:
Notícias e áudio em 43 línguas: