Fale com a gente
BBC Brasil

Primeira página

Ivan Lessa

Especial

Fórum

Aprenda inglês

Parceiros

Sobre a BBC

Other Languages

 Você está em: Notícias

13 de junho, 2001 - Publicado às 13h58 GMT

Diretor britânico de Os Miseráveis elogia atores brasileiros
A versão brasileira (foto: Michael Le Poer Trench/divulgação)
A versão brasileira (foto: Michael Le Poer Trench/divulgação)

Mônica Vasconcelos

O diretor britânico Ken Caswell, responsável pela montagem paulistana do musical Os Miseráveis, disse que os atores brasileiros não devem nada aos colegas do West End e da Broadway.

O espetáculo Os Miseráveis, baseado na obra homônima do escritor francês Victor Hugo, está em cartaz no teatro Abril, em São Paulo, desde o dia 25 de abril.

Traduzido para o português, ele é uma versão do musical produzido pelo inglês Cameron Mackintosh com música e texto dos franceses Claude-Michel Schonberg e Alain Boubiil.

A peça Os Miseráveis já foi vista por 42 milhões de pessoas em 29 países. A versão britânica está em cartaz em Londres desde 1980.

Circuito internacional

O espetáculo brasileiro, com centenas de figurinos, mesa de som com 80 canais e cem toneladas de equipamento, foi financiado por uma empresa mexicana, a Companhia Interamericana de Entretenimento.

Para recuperar o investimento, a empresa espera que Os Miseráveis fique em cartaz no Brasil por pelo menos dez anos, colocando São Paulo no mapa como centro produtor de mega-espetáculos musicais.


A versão londrina de Os Miseráveis
Em entrevista à BBC, o diretor Ken Caswell falou da experiência de trabalhar com atores brasileiros numa superprodução musical de US$ 3,5 milhões.

BBC - O espetáculo brasileiro é igual ao que está em cartaz no West End londrino?

Ken Caswell - Sim. Ele foi traduzido para o português por Cláudio Botelho, que fez um trabalho excelente. E como o palco do teatro Abril é maior do que o do teatro Le Palais, em Londres, tivemos de fazer algumas adaptações cênicas. Mas o restante é bastante fiel ao original.

BBC - Como foi a experiência de trabalhar com atores brasileiros?

Caswell - Eu logo percebi que os atores brasileiros estavam loucos para atuar num musical como Os Miseráveis. Nesse sentido, trabalhar com eles foi fácil. Às vezes havia conflitos de estilo de direção: gosto de deixar o ator livre pra tomar decisões por si próprio, e alguns dos brasileiros se assustavam com isso. E havia, é claro, o problema da língua: grande parte do elenco não falava inglês, e os ensaios tinham de ser traduzidos. Todo ator tem uma criança dentro de si, e eu logo descobri que os brasileiros não têm medo de mostrar essa criança. Mas às vezes a criança aflorava demais, e eu precisava acalmar a equipe (risos). Uma das palavras mais usadas durante o ensaio era "controle". Eu vivia dizendo a eles que eles precisavam se controlar.

BBC - Você acha que os atores brasileiros estão no nível dos britânicos ou dos americanos?

Caswell - O ator brasileiro compensa a falta de experiência ou de técnica com uma paixão e garra impressionantes. Em Londres, é mais difícil extrair essa paixão dos atores. Isso talvez aconteça porque existe muito trabalho disponível, então o ator britânico tende a ter uma postura mais cínica em relação ao teatro. Já nos Estados Unidos, os atores especializados em musicais têm uma técnica fenomenal. Mas trabalham mecanicamente, e falta emoção. Isso não acontece no Brasil, onde os atores sentem tudo o que dizem a cada segundo do espetáculo. Às vezes eu até pedia aos atores brasileiros para maneirarem um pouco, porque eles atuavam de forma tão visceral que eu tinha medo de que eles ficassem esgotados fisicamente. Mas sem dúvida nenhuma o talento está lá. Em alguns papéis, a atuação é melhor até do que na versão britânica.

BBC - O que você achou das produções brasileiras de maneira geral?

Caswell - Vi dois espetáculos durante minha estada no Brasil, O Beijo da Mulher Aranha e O Dilúvio. Acho que nos dois casos, a produção fez todo o possível para colocar no palco um ótimo show. Gostei particularmente de O Beijo da Mulher Aranha. O que eu espero, no entanto, é que essa montagem de Os Miseráveis produza no Brasil o mesmo efeito que produziu na Europa e nos outros países por onde passou, ou seja, que ela estabeleça novos padrões de excelência, elevando o nível de produções futuras.

BBC - Você pretende voltar ao Brasil?

Caswell - Espero que sim! (risos) Fiz bons amigos no Brasil, quero muito voltar. E por razões profissionais também. Estou em contato quase que diário com a equipe de lá, e quando houver renovação no elenco, devo retornar para fazer uma nova seleção.


Os Miseráveis está em cartaz no teatro Abril, antigo teatro Paramount, na rua Brigadeiro Luís Antônio, em São Paulo. Os ingressos custam entre R$ 10 e R$ 120. O diretor residente no Brasil é Helzer de Abreu. E os papéis principais são dos atores Marcos Tumura, Saulo Vasconcelos e Alessandra Maestrina.


 Pesquisa na BBC Brasil

   E-MANCHETE
Assine o serviço da BBC Brasil para receber as principais notícias por e-mail.
   ORIENTE MÉDIO
Leia as últimas notícias e análises sobre o processo de paz entre Israel e os palestinos.








    Para cima    

BBC Brasil
Fale com a gente
Brasil@bbc.co.uk

   

Primeira página | Ivan Lessa | Especial
Fórum | Aprenda inglês | Parceiros
Sobre a BBC

   
© BBC World Service
Bush House, Strand, London WC2B 4PH, UK.
Serviço Mundial da BBC:
Notícias e áudio em 43 línguas: