Fale com a gente
BBC Brasil

Primeira página

Ivan Lessa

Especial

Fórum

Aprenda inglês

Parceiros

Sobre a BBC

Other Languages

 Você está em: Notícias

30 de agosto, 2001 - Publicado às 01h08 GMT

Filme de Walter Salles leva o Brasil de volta a Veneza
 Festival terá novo filme de Walter Salles
Festival terá novo filme de Walter Salles

O filme Abril Despedaçado, de Walter Salles, terá sua première mundial na 58ª edição do Festival de Veneza, quebrando um jejum de quatro anos do cinema brasileiro na mostra competitiva do evento.

A última vez em que o Brasil concorreu ao Leão de Ouro foi em 1997, com o longa A Ostra e o Vento, de Walter Lima Jr.

Mas o cinema brasileiro já foi reconhecido várias vezes pelos jurados do festival de cinema mais antigo do mundo.

A primeira vez que o Brasil foi premiado em Veneza foi em 1953, com o filme Sinhá Moça, dirigido por Tom Payne.

Primeiro prêmio

Sinhá Moça recebeu o Prêmio Especial do Júri do Festival de Veneza. A interpretação de Ruth de Souza foi muito elogiada na época.

A atriz foi a primeira artista brasileira a ser indicada para um prêmio em Veneza. Ela perdeu por dois votos para Lili Palmer, atriz do filme Leitos Nupciais.

No páreo para o prêmio de melhor atriz em Veneza estavam, além de Ruth de Souza e Lili Palmer, Katherine Hepburn e Michele Morgan.

Sinhá Moça foi um dos grandes sucessos do estúdio Vera Cruz, uma espécie de versão brasileira de Hollywood.

A premiação do filme em Veneza ajudou o cinema nacional a cavar um lugar ao sol no fechado circuito europeu.

Dois anos antes, porém, o Brasil já tinha recebido uma premiação em Veneza com o curta-metragem Santuário, de Lima Barreto.

Black Tie

Santuário tratava da obra deixada pelo escultor Aleijadinho na cidade mineira de Congonhas e foi produzido por Alberto Cavalcanti.

Depois de décadas de ausência, o Brasil retornou triunfante a Veneza, em 1981, com o comovente Eles Não Usam Black Tie.

Dirigido por Leon Hirzman, o filme faz uma adaptação da peça homônima de Gianfrancesco Guarnieri, que atua ao lado de Fernanda Montenegro.

O texto foi escrito duas décadas antes por Guarnieri, cuja adaptação cinematográfica abocanhou prêmios em vários festivais de cinema, incluindo o Prêmio Especial do Júri de Veneza.

Empate

O filme de Leon Hirzman dividiu a estatueta com Sogni D'Oro, do italiano Nanni Moretti.

Coincidentemente, o júri do 58º Festival de Veneza é presidido por Moretti, que levou a Palma de Ouro de Cannes deste ano, com seu mais recente filme, La Stanza del Figlio.

A história de Eles Não Usam Black-Tie se passa numa favela carioca e trata do conflito entre pai e filho, que têm ideologias políticas diferentes.

Em 1988, o cinema brasileiro voltou a ser representado na mostra competitiva de Veneza com o filme Dedé Mamata, do diretor Dodô Brandão.

 Pesquisa na BBC Brasil

   E-MANCHETE
Assine o serviço da BBC Brasil para receber as principais notícias por e-mail.
   ORIENTE MÉDIO
Leia as últimas notícias e análises sobre o processo de paz entre Israel e os palestinos.









Matérias Relacionadas



Links Externos


A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.


    Para cima    

BBC Brasil
Fale com a gente
Brasil@bbc.co.uk

   

Primeira página | Ivan Lessa | Especial
Fórum | Aprenda inglês | Parceiros
Sobre a BBC

   
© BBC World Service
Bush House, Strand, London WC2B 4PH, UK.
Serviço Mundial da BBC:
Notícias e áudio em 43 línguas: