BBC World Service LogoHOMEPAGE | NEWS | SPORT | WORLD SERVICE
Portuguese Pesquisa na BBC Brasil
 
Primeira Página
Saúde &
Tecnologia
Economia
Cultura
Especial
Fórum
Aprenda inglês
ÁUDIO
Dois minutos pelo mundo
Notícias
Mundo Hoje
De Olho
no Mundo
Programação
Como Sintonizar
SERVIÇOS
Parceiros
Sobre a BBC
Expediente
Página simplificada
Fale com a gente
Empregos
E-manchetes
LÍNGUAS
Espanhol
Português para a África
Árabe
Chinêês
Persa
Hindi
Urdu
BBC News
BBC Sport
BBC Weather
 Você está em: Notícias
02 de janeiro, 2002 - Publicado às 14h52 GMT
Quem é Eduardo Duhalde
Duhalde: derrotado nas urnas e vitorioso no Congresso
Duhalde: derrotado nas urnas e vitorioso no Congresso

Eduardo Duhalde vai cumprir os últimos dois anos do mandato presidencial de 1999 a 2003 - o mesmo que perdeu nas urnas para o presidente Fernando de la Rúa.

Quando as pesquisas mostravam que ele perderia as eleições de outubro de 1999, Duhalde disse que, se não se elegesse presidente, "voltaria para a banca de advocacia e para as salas de aula".

Mas ele acabou voltando mesmo foi à política, eleito senador em outubro de 2000, e agora fica na presidência até 9 de dezembro de 2003.

Aos 60 anos, casado e com cinco filhos, Duhaldo iniciou sua carreira política como prefeito do município de Lomas de Zamora, na província de Buenos Aires.

Vítima do golpe

Destituído pelos militares no golpe de Estado de 1976, Duhalde voltou a se eleger para o mesmo cargo com o retorno da democracia, em 1983.

Quatro anos depois, Duhalde se elegeu deputado pela sua província e em 1989 se aliou a Carlos Menem para disputar as prévias dos peronistas para a presidência.

Os dois venceram as prévias e as eleições presidenciais daquele ano.

Como vice-presidente, Duhalde colocou em prática projetos contra o consumo de drogas e a favor da luta contra o narcotráfico.

Duhalde publicou dois livros sobre o tema, mas acabou sendo ele próprio acusado de envolvimento com o tráfico pela imprensa. Ele sempre negou com veemência as acusações, que nunca foram feitas formalmente.

Governador

No início dos anos 90, Duhalde renunciou à vice-presidência para se concorrer ao governo de Buenos Aires.

Como governador, é lembrado por um amplo plano de obras públicas, pela assistência social organizada por grupos de mulheres e pelos investimentos que atraiu para a província.

Mas também é lembrado pelos escândalos da polícia, embora tenha declarado que a polícia bonaerense "é a melhor do mundo".

Duhalde também decidiu fechar todas as discotecas e casas noturnas às três da manhã, para que os jovens voltassem para casa mais "e tivessem mais tempo com a família".

A medida foi revogada pelo seu sucessor, Carlos Ruckauf.

Conhecido nos meios políticos como "cabeção", Duhalde é fanático por futebol e pelos churrascos na sua chácara no interior da província.

Em 1999, Duhalde se juntou a outro peronista, o cantor popular Ramón "Palito" Ortega, para disputar a presidência, mas foi derrotado por Fernando de la Rúa, a quem sucede agora.



 
   E-MANCHETE
Assine o serviço da BBC Brasil para receber as principais notícias por e-mail.
   ORIENTE MÉDIO
Leia as últimas notícias e análises sobre o processo de paz entre Israel e os palestinos.







Links externos:
Governo argentino (em espanhol)
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
BBC World Service Logo ^^Volta ao início da página
Primeira Página | Saúde & Tecnologia | Economia | Cultura | Especial
Fórum | Aprenda inglês
---------------------------------------------------------------------------------------------------
Programação | Como Sintonizar
Parceiros | Sobre a BBC