BBC World Service LogoHOMEPAGE | NEWS | SPORT | WORLD SERVICE
Portuguese Pesquisa na BBC Brasil
 
Primeira Página
Saúde &
Tecnologia
Economia
Cultura
Especial
Fórum
Aprenda inglês
ÁUDIO
Dois minutos pelo mundo
Notícias
Mundo Hoje
De Olho
no Mundo
Programação
Como Sintonizar
SERVIÇOS
Parceiros
Sobre a BBC
Expediente
Página simplificada
Fale com a gente
Empregos
E-manchetes
LÍNGUAS
Espanhol
Português para a África
Árabe
Chinêês
Persa
Hindi
Urdu
BBC News
BBC Sport
BBC Weather
 Você está em: Notícias
14 de janeiro, 2002 - Publicado às 10h57 GMT
Zimbábue e Congo devem dominar encontro africano
 Kabila e Mugabe são figuras centrais no encontro
Kabila e Mugabe são figuras centrais no encontro

Os problemas políticos do Zimbábue e o conflito militar na República Democrática do Congo dominam o encontro de líderes africanos nesta segunda-feira, em Blantyre, no Malauí.

A crise no Zimbábue já causou impacto na economia de outros países da região, e há temores de que a instabilidade política possa se espalhar.

A reunião da Comunidade para o Desenvolvimento do Sul da África (SADC) ocorre em meio a críticas do líder da oposição zimbabuana, Morgan Tsvangirai, que acusou outros países de hipocrisia e de estarem agravando a situação política no Zimbábue.

Segundo informações divulgadas no Malauí, o presidente do Congo, Joseph Kabila, e dois dos principais líderes rebeldes do país tiveram uma inesperada reunião em Blantyre.

Surpresa

O presidente Kabila havia afirmado antes que não esperava se encontrar com os líderes rebeldes Jean-Pierre Bemba, do Movimento para a Libertação do Congo, e Adose Onusumba, do Grupo Congolês para Democracia, durante a reunião da SADC.

Além dos líderes das 14 nações do grupo, o evento conta com a presença dos presidentes de Ruanda e Uganda, países que possuem tropas em território congolês.

A correspondente da BBC Elizabeth Blunt informou de Blantyre que, no passado, os esforços da SADC tiveram algum efeito, e os participantes do evento devem dar um novo impulso ao processo de paz.

O presidente Kabila disse no domingo acreditar que pode haver progresso na tentativa de acabar com a guerra civil no Congo.

Inicialmente, ele não havia gostado da decisão de convidar os presidentes de Ruanda e de Uganda para o encontro por considerar os países agressores estrangeiros. Mas agora ele tem dito que a presença dos dois pode ser útil.

A guerra civil no Congo envolveu vários países vizinhos, de Uganda à Namíbia, e ameaçou desestabilizar toda a região. Por um momento, o processo de paz ficou aparentemente paralisado.

O presidente Kabila e os líderes rebeldes devem participar do Encontro de Diálogo Nacional, previsto para o final deste mês, na África do Sul.

Zimbábue

A crise política do Zimbábue, onde uma lei aprovada dias atrás proíbe a manifestação de críticas ao presidente Robert Mugabe, é um tema delicado para as nações africanas.

Mugabe tentará se eleger novamente em eleições marcadas para março. A nova lei também proibiu o trabalho de observadores independentes, internacionais ou locais, no pleito.

Apesar da tensão dentro do país e da preocupação com os seus efeitos na região, todos os membros da SADC consideram a crise um problema interno.

O líder da oposição, Morgan Tsvangirai, disse à BBC acreditar que nada será decidido no encontro e conclamou o governo da África do Sul a agir sozinho e impor sanções ao Zimbábue diretamente.

"A ameaça de minar as eleições por meio das Forças Armadas, do próprio Mugabe, deveria na verdade repercutir na África do Sul, que deveria dizer: 'Nessas circunstâncias, nós vamos cortar combustível, vamos cortar linhas de transporte", afirmou.

"Esse tipo de medida, mesmo se implementada num nível reduzido, envia os sinais corretos."

Mas o governo da África do Sul discorda e acredita que a "diplomacia silenciosa", não sanções, deve ser usada.

"Nós temos trabalhado nisso por muito tempo, tentando convencer (as pessoas) de que o que é necessário é uma diplomacia silenciosa", afirmou o vice-ministro das Relações Exteriores Aziz Pahad.


 
   E-MANCHETE
Assine o serviço da BBC Brasil para receber as principais notícias por e-mail.
   ORIENTE MÉDIO
Leia as últimas notícias e análises sobre o processo de paz entre Israel e os palestinos.







Notícias relacionadas:
11 de janeiro, 2002
  Zimbábue pode sofrer sanções da União Européia
19 de dezembro, 2001
  Congo libera 235 soldados crianças do exército
Links externos:
Governo do Zimbábue (em inglês)
Moviment for Democratic Change (em inglês)
Missão da ONU para o Congo (em inglês)
SADC (em inglês)
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
BBC World Service Logo ^^Volta ao início da página
Primeira Página | Saúde & Tecnologia | Economia | Cultura | Especial
Fórum | Aprenda inglês
---------------------------------------------------------------------------------------------------
Programação | Como Sintonizar
Parceiros | Sobre a BBC