BBC World Service LogoHOMEPAGE | NEWS | SPORT | WORLD SERVICE
Portuguese Pesquisa na BBC Brasil
 
Primeira Página
Saúde &
Tecnologia
Economia
Cultura
Especial
Fórum
Aprenda inglês
ÁUDIO
Dois minutos pelo mundo
Notícias
Mundo Hoje
De Olho
no Mundo
Programação
Como Sintonizar
SERVIÇOS
Parceiros
Sobre a BBC
Expediente
Página simplificada
Fale com a gente
Empregos
E-manchetes
LÍNGUAS
Espanhol
Português para a África
Árabe
Chinêês
Persa
Hindi
Urdu
BBC News
BBC Sport
BBC Weather
 Você está em: Notícias
22 de junho, 2002 - Publicado às 10h06 GMT
Coréia do Sul elimina a Espanha nos pênaltis
Espanha e Coréia do Sul terminou 0 x 0
Espanha e Coréia do Sul terminou 0 x 0

A Coréia do Sul se classificou neste sábado para as semifinais da Copa do Mundo ao derrotar a Espanha, nos pênaltis, em Gwangju. No tempo normal e na prorrogação, a partida terminou 0 x 0.

Nos pênaltis, Joaquín, da seleção espanhola, foi o único a desperdiçar sua cobrança, defendida pelo goleiro Lee Woon-Jae.

A Coréia do Sul, que sedia o Mundial juntamente com o Japão, chega pela primeira vez na história a uma semifinal de copa. A equipe já tinha eliminado os favoritos Portugal e Itália nesta competição.

Os espanhóis reclamaram de duas decisões da arbitragem, que anulou dois gols da Espanha. Os sul-coreanos agora enfrentam a Alemanha, na terça-feira, em Seul.

Bem marcado

A Coréia do Sul começou jogando melhor do que a Espanha, e chegava mais facilmente ao gol de Casillas, sem no entanto conseguir concluir com precisão. Ahn Jung-Hwan, autor do gol de ouro que eliminou a Itália nas oitavas-de-final, estava muito bem marcado.

O primeiro chute a gol da Espanha aconteceu aos 17 minutos, numa bicicleta de Baraja, mas a bola passou à esquerda do goleiro Lee Woon-Jae.

A Espanha errava muitos passes e a Coréia do Sul se aproveitava dessas falhas para armar contra-ataques velozes.

No banco de reservas da Espanha, o atacante Raúl, que não jogou por estar com uma lesão na virilha, incentivava seus companheiros.

Melhor chance

Na altura da metade do primeiro tempo, a Espanha passou a chegar mais ao ataque, mas a defesa da Coréia do Sul estava bem organizada.

Aos 21 minutos, Joaquín foi derrubado na entrada da área. Hierro cobrou a falta, mas a bola bateu na barreira e, na seqüência do lance, Morientes chutou fraco. Lee Woon-Jae defendeu sem problemas.

A melhor chance da Espanha no primeiro tempo aconteceu aos 41 minutos, quando Joaquín fez um bom cruzamento para a área, desperdiçado por Morientes, que só tinha o goleiro à sua frente, mas não conseguiu alcançar a bola.

A seleção espanhola continuou pressionando, já com o jogo sob seu controle. O último lance da primeira metade da partida foi um escanteio que De Pedro bateu e Hierro concluiu para fora.

Os espanhóis mantiveram o domínio no início do segundo tempo. Aos 5 minutos, a Espanha marcou um gol numa cabeçada de Barraja, mas o juiz anulou por um suposto empurrão do espanhol.

Em seguida, a Coréia do Sul começou a chegar à área espanhola princialmente com cruzamentos vindos da direita.

Aos 11 minutos, Casillas fez grande defesa, em chute à queima-roupa de Park Ji-Sung, depois de uma cobrança de escanteio em que a defesa espanhola se atrapalhou.

A essa altura da partida, a Espanha já estava mais aberta na defesa.

Os dois times continuavam pouco efetivos no ataque, levando a partida para a prorrogação. No início do primeiro tempo, mais um gol da Espanha foi anulado.

O atacante Morientes cabeceou para dentro do gol, no que seria um "golden gol", mas a jogada já estava paralisada pelo árbitro. O bandeirinha havia apontado que, antes do cruzamento, a bola teria saído pela linha de fundo.

As imagens de TV, entretanto, mostraram claramente que a bola não chegou a sair de campo.

Morientes ainda chegou a mandar uma bola na trave na prorrogação, mas o jogo acabou indo para a disputa de pênaltis.

Os jogadores sulc-coreanos acertaram todas as cobranças, indefensáveis para o goleiro Casillas, e o espanhol Joaquín desperdiçou a sua, defendida pelo goleiro da Coréia do Sul.

Coréia do Sul: Lee Woon-Jae, Choi Jin-Cheul, Kim Nam-il, Yoo Sang-Chul, Kim Tae-Young, Seol Ki-Hyeon, Lee Young-Pyo, Ahn Jung-Hwan, Hong Myung-Bo, Park Ji-Sung, Song Chong-Gug.

Espanha: Iker Casillas, Puyol, Fernando Hierro, Ivan Helguera, Romero, Joaquin, Baraja, De Pedro, Valeron, Nadal, Fernando Morientes.

Árbitro: Gamal Ghandour (Egito).

Clique aqui para ler outras notícias da Copa do Mundo.
 
   E-MANCHETE
Assine o serviço da BBC Brasil para receber as principais notícias por e-mail.
   ORIENTE MÉDIO
Leia as últimas notícias e análises sobre o processo de paz entre Israel e os palestinos.







Notícias relacionadas:
18 de junho, 2002
  Coréia do Sul elimina a Itália com gol na morte súbita
16 de junho, 2002
  Espanha elimina Irlanda nos pênaltis
30 de maio, 2002
  Coréia do Sul
Links externos:
Copa do Mundo (em espanhol)
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
BBC World Service Logo ^^Volta ao início da página
Primeira Página | Saúde & Tecnologia | Economia | Cultura | Especial
Fórum | Aprenda inglês
---------------------------------------------------------------------------------------------------
Programação | Como Sintonizar
Parceiros | Sobre a BBC