BBC World Service LogoHOMEPAGE | NEWS | SPORT | WORLD SERVICE
Portuguese Pesquisa na BBC Brasil
 
Primeira Página
Saúde &
Tecnologia
Economia
Cultura
Especial
Fórum
Aprenda inglês
ÁUDIO
Dois minutos pelo mundo
Notícias
Mundo Hoje
De Olho
no Mundo
Programação
Como Sintonizar
SERVIÇOS
Parceiros
Sobre a BBC
Expediente
Página simplificada
Fale com a gente
Empregos
E-manchetes
LÍNGUAS
Espanhol
Português para a África
Árabe
Chinêês
Persa
Hindi
Urdu
BBC News
BBC Sport
BBC Weather
 Você está em: Notícias
19 de setembro, 2002 - Publicado às 20h08 GMT
Vítimas de padre pedófilo fazem acordo nos EUA
Geoghan foi considerado culpado de abuso sexual
Geoghan foi considerado culpado de abuso sexual

O advogado de 86 pessoas que teriam sido vítimas de um padre pedófilo, nos Estados Unidos, confirmou que seus clientes concordaram em encerrar o caso mediante uma indenização de US$ 10 milhões (mais de R$30 milhões) da Arquidiocese Católica de Boston.

"Meus clientes sentem que está na hora de encerrar o assunto. Eles querem sair da escuridão e buscar uma cura", disse Mitchell Garabedian à agência de notícias Reuters.

O juiz responsável pelo caso fará uma audiência na próxima quinta-feira.

O padre John Geoghan, acusado de abuso sexual, perdeu a batina e atualmente cumpre pena de seis anos na prisão por molestar sexualmente um menino de 10 anos.

Justiça

Uma oferta de US$ 30 milhões às vítimas, feita em março, foi retirada depois que a Igreja anunciou que o pagamento desta quantia iria levar a arquidiocese à bancarrota.

Garabedian afirmou que as vítimas haviam aceito a diminuição da indenização porque queriam deixar para trás a questão do abuso sexual.

A porta-voz da arquidiocese, Donna Morrissey, disse que ela não consideraria o novo acordo como final, mas acrescentou que a Igreja gostaria de resolver o caso de "forma justa e igualitária".

Outros casos

O acordo entre as vítimas do ex-padre Geoghan não afetará outros processos movidos contra a Arquidiocese e seu líder, o Cardeal Bernard Law.

Law é acusado de tentar encobrir denúncias de abusos sexuais de crianças que teriam sido cometidos pelos ex-padre, Paul Shanley.

Shanley está sendo julgado por estuprar repetidamente quatro meninos numa igreja em Boston.

No início da semana, um outro padre católico foi acusado de abusar crianças em Boston.

James Talbot, um padre jesuíta, teria estuprado três estudantes num tradicional colégio de Boston, na década de 70.

Talbot trabalhava como professor e treinador na escola. As supostas vítimas tinham, na época, entre 14 e 17 anos.
 
   E-MANCHETE
Assine o serviço da BBC Brasil para receber as principais notícias por e-mail.
   ORIENTE MÉDIO
Leia as últimas notícias e análises sobre o processo de paz entre Israel e os palestinos.







Notícias relacionadas:
17 de abril, 2001
  Comissão britânica sugere normas anti-pedófilos para a Igreja
18 de janeiro, 2002
  Ex-padre é condenado por abusar sexualmente de garoto
29 de maio, 2002
  Bush discute com o papa escândalos na Igreja dos EUA
24 de abril, 2002
  Padres envolvidos em abuso sexual vão ser afastados
23 de abril, 2002
  Papa diz que Igreja não aceita padres pedófilos
Links externos:
Arquediocese de Boston (em inglês)
Vaticano (em inglês)
Conferência dos Bispos Católicos dos EUA (em inglês)
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
BBC World Service Logo ^^Volta ao início da página
Primeira Página | Saúde & Tecnologia | Economia | Cultura | Especial
Fórum | Aprenda inglês
---------------------------------------------------------------------------------------------------
Programação | Como Sintonizar
Parceiros | Sobre a BBC