BBC World Service LogoHOMEPAGE | NEWS | SPORT | WORLD SERVICE
Portuguese Pesquisa na BBC Brasil
 
Primeira Página
Saúde &
Tecnologia
Economia
Cultura
Especial
Fórum
Aprenda inglês
ÁUDIO
Dois minutos pelo mundo
Notícias
Mundo Hoje
De Olho
no Mundo
Programação
Como Sintonizar
SERVIÇOS
Parceiros
Sobre a BBC
Expediente
Página simplificada
Fale com a gente
Empregos
E-manchetes
LÍNGUAS
Espanhol
Português para a África
Árabe
Chinêês
Persa
Hindi
Urdu
BBC News
BBC Sport
BBC Weather
 Você está em: Notícias
19 de abril, 2003 - Publicado às 01h40 GMT
'Desabafo' pode ter diminuído chances de Elisa Carrió
Palavrão pode ter atrapalhado campanha de Carrió
Palavrão pode ter atrapalhado campanha de Carrió

Marcia Carmo, de Buenos Aires

Um palavrão dito pela presidenciável argentina Elisa Carrió gerou polêmica na reta final da campanha eleitoral argentina, cujo primeiro turno será realizado no dia 27 de abril.

O incidente ocorreu quando a candidata respondeu o que pensava sobre o crescimento do ex-presidente Carlos Menem nas pesquisas de opinião.

Elisa Carrió, do minúsculo partido ARI (Alternativa para uma República de Iguais), não resistiu e atacou os prováveis eleitores de Menem. "Filhos da p...", respondeu.

O desabafo da candidata, que cai nas pesquisas de intenção de votos, levou muitos eleitores a telefonarem para as principais emissoras de rádio argentinas, criticando a sua atitude.

Embolados

Este foi um dos poucos momentos polêmicos de uma campanha eleitoral que reúne o número recorde de 19 candidatos, de acordo com informações do ministro do Interior, Jorge Matzkin.

Cinco chapas aparecem como as principais, e a diferença de intenções de voto entre o primeiro e o quinto limita-se a 6%, segundo dados do analista Manuel Mora y Araujo.

O outro fato inédito é que esta deverá ser a primeira eleição com segundo turno, marcado para o dia 18 de maio.

"No retorno da democracia, em 1983, foram registradas 13 fórmulas eleitorais e venceu o ex-presidente Raul Alfonsín, da UCR (União Cívica Radical)", lembrou o ministro peronista Jorge Matzkin.

Hoje, de acordo com o analista Ricardo Rouvier, o candidato da UCR, o deputado Leopoldo Moreau, reúne 0,7% das intenções de voto.

Moreau repudia as pesquisas, dizendo que só entre os fiscais, a UCR conta com 1,5% dos 25,5 milhões de votos. A União Cívica Radical é o partido do ex-presidente Fernando de la Rúa.

De la Rúa renunciou, sob protestos, em dezembro de 2001, quase dois anos antes do fim do mandato, que terminaria em dezembro deste ano.

 
   E-MANCHETE
Assine o serviço da BBC Brasil para receber as principais notícias por e-mail.
   ORIENTE MÉDIO
Leia as últimas notícias e análises sobre o processo de paz entre Israel e os palestinos.







Notícias relacionadas:
27 de outubro, 2002
  Pesquisa mostra desilusão de argentinos com candidatos
12 de dezembro, 2002
  Duhalde se compara a Lula
16 de outubro, 2002
  Menem busca apoio peronista para eleições na Argentina
Links externos:
Governo da Argentina (em espanhol)
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
BBC World Service Logo ^^Volta ao início da página
Primeira Página | Saúde & Tecnologia | Economia | Cultura | Especial
Fórum | Aprenda inglês
---------------------------------------------------------------------------------------------------
Programação | Como Sintonizar
Parceiros | Sobre a BBC