BBC World Service LogoHOMEPAGE | NEWS | SPORT | WORLD SERVICE
Portuguese Pesquisa na BBC Brasil
 
Primeira Página
Saúde &
Tecnologia
Economia
Cultura
Especial
Fórum
Aprenda inglês
ÁUDIO
Dois minutos pelo mundo
Notícias
Mundo Hoje
De Olho
no Mundo
Programação
Como Sintonizar
SERVIÇOS
Parceiros
Sobre a BBC
Expediente
Página simplificada
Fale com a gente
Empregos
E-manchetes
LÍNGUAS
Espanhol
Português para a África
Árabe
Chinêês
Persa
Hindi
Urdu
BBC News
BBC Sport
BBC Weather
 Você está em: Notícias
10 de maio, 2003 - Publicado às 09h48 GMT
EUA mandam mais 30 presos sem acusação para Guantanamo
Os prisioneiros não foram acusados formalmente
Os prisioneiros não foram acusados formalmente

Autoridades do Pentágono informaram que mais 30 suspeitos de atividades ligadas ao terrorismo foram levados à base americana de Guantanamo, em Cuba.

Com isso, o número de pessoas detidas sem acusação formal nem status de prisoneiro de guerra - o que tem sido criticado por grupos de defesa dos direitos humanos - chegou a 680.

Os novos prisioneiros foram levados do Afeganistão para o centro de detenção da baía de Guantanamo. De acordo com o Pentágono (centro militar dos Estados Unidos), os prisioneiros são na maioria afegãos e já estavam sendo mantidos prisioneiros no Afeganistão até agora.

Em contrapartida, o comando militar americano anunciou também a libertação de 13 prisioneiros do campo de detenção de Guantanamo.

Sem ameaça

A libertação dos 13 homens, a maioria afegãos, foi justificada pelo fato de que eles "não mais apresentam uma ameaça à segurança dos Estados Unidos".

A medida pode ser um recuo americano por causa da pressão internacional para que se libertem os detidos sem acusação, mas Washington nega qualquer relação entre as libertações e questões de direitos humanos.

Os homens libertados foram levados de volta ao Afeganistão e agora estão sendo questionados pelas autoridades locais sobre a possibilidade de terem cometido algum crime comum.

Eles disseram à agência de notícias Associated Press que foram retirados de Guantanamo sem nenhuma indenização ou pedido de desculpas, mas não reclamaram do tratamento na prisão.
 
   E-MANCHETE
Assine o serviço da BBC Brasil para receber as principais notícias por e-mail.
   ORIENTE MÉDIO
Leia as últimas notícias e análises sobre o processo de paz entre Israel e os palestinos.







Notícias relacionadas:
05 de maio, 2003
  Rumsfeld responde a pressões sobre Guantánamo
Links externos:
Casa Branca (em inglês ou espanhol)
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
BBC World Service Logo ^^Volta ao início da página
Primeira Página | Saúde & Tecnologia | Economia | Cultura | Especial
Fórum | Aprenda inglês
---------------------------------------------------------------------------------------------------
Programação | Como Sintonizar
Parceiros | Sobre a BBC