Artista usa barrigas de grávidas como tela de pintura

Barriga de grávida pintada
Image caption Mari achou a experiência relaxante, 'como uma massagem'.

Uma artista especializada em pinturas em rostos resolveu usar barrigas de grávidas como tela para sua arte e está atraindo o interesse de várias futuras mães na cidade de New Brighton, no País de Gales.

Por enquanto, Erica Norman oferece a pintura para futuras mães gratuitamente para montar um portfólio e, posteriormente, comercializar o trabalho.

Erica oferece um pacote que inclui a pintura - que leva cerca de duas horas - e um ensaio fotográfico.

Image caption Erica diz que nascimentos e barrigas têm de ser celebrados.

"No final das contas, acho que devemos celebrar nascimentos e barrigas. Quero oferecer isto como um serviço para mulheres grávidas. É meio diferente e legal para as futuras mães, que acabam tendo um tempo para elas", afirmou a artista.

Mari Williams, que está grávida de pouco mais de 8 meses de seu segundo filho, resolveu servir de cobaia e gostou da experiência.

"Decidimos dar uma cara colorida e vibrante à minha barriga. O processo todo é muito relaxante, um pouco como receber uma massagem", afirmou Mari.

Image caption Tintas são à base de água para não prejudicar a saúde da mãe ou do bebê.

Segundo Mari, seu bebê também parece ter gostado do carinho que os pincéis fizeram na barriga, já que repentinamente a tela começou a se mover.

Mari ressaltou que não teria se submetido à experiência se Erica não tivesse explicado que todas as tintas são a base de água e aprovadas pela Associação de Pinturas de Rosto.

A britânica grávida reconhece que muitas futuras mães não veem motivo nenhum em tirar uma foto de suas "barrigas imensas, distorcidas, especialmente se estiverem com estrias, veias aparecendo ou umbigos proeminentes".

Image caption Erica está montando portfólio para cobrar por serviço no futuro.

"Por outro lado, a maioria de nós secretamente se sente orgulhosa que nosso corpo, que criticamos constantemente por ser muito grande, muito pequeno, muito gordo, etc, etc, de repente está formando, alimentando e protegendo um novo ser humano. Então, por quê não acrescentar uma pitada de tinta e alguma cor nesse processo?", disse ela.