Pelo menos nove pessoas morrem em acidente aéreo em Amsterdã

Você precisa da versão correta do Flash Player para ter acesso a este conteúdo

Baixar a versão correta

Executar formatos alternativos de arquivos multimídia

Pelo menos nove pessoas morreram na queda de um avião da Turkish Airlines que tentava pousar no aeroporto de Schiphol, em Amsterdã, na manhã desta quarta-feira.

Outras 50 pessoas ficaram feridas, 25 delas em estado grave, segundo Michel Bezuijen, prefeito do município de Haarlemmermeer, onde fica o aeroporto. A aeronave, um Boeing 737, se partiu em três na queda.

Havia 134 pessoas a bordo do voo 1951 - 127 passageiros, incluindo um bebê, e sete tripulantes - que seguia de Istambul para Amsterdã.

O avião caiu em um campo perto da pista de pouso do aeroporto e de uma estrada às 10h31 (horário local, 6h31, horário de Brasília).

Relatos

Testemunhas contaram ter visto pelo menos 20 pessoas descendo dos escombros do avião, com as bagagens espalhadas em volta.

"Elas pareciam confusas. Havia muita fumaça, mas não vi fogo", disse Nikolai van der Smagt, funcionário de uma empresa próxima ao aeroporto.

Um passageiro disse à uma emissora de televisão holandesa que a aterrissagem de emergência foi comunicada quando o avião estava a cerca de 600 metros de altitude.

"De repente, descemos rapidamente, como se o avião atravessasse uma turbulência. A cauda da aeronave tocou o solo primeiro", disse ele.

Um ciclista que passava pelo local, Thomas Freidhoff, disse que o avião parecia ter perdido toda a propulsão quando ainda no ar.

"O bico do avião apontava para cima e estava a um ângulo de 45 graus com a cauda, que se chocou primeiro e partiu-se", disse Freidhoff.

Reaberto

Uma porta-voz da Turkish Airlines disse que a visibilidade era boa quando ocorreu o acidente e que a aeronave havia passado pelas vistorias regulamentares.

O último acidente envolvendo um avião da Turkish Airlines ocorreu em 2003, quando 65 pessoas morreram na Turquia.

Em 2007, o Schiphol foi classificado como o quinto maior aeroporto da Europa.

Depois do acidente desta quarta-feira, todos os voos haviam sido suspensos, mas o aeroporto já foi reaberto.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.