Adolescente é indiciado por morte de policial na Irlanda do Norte

Stephen Carroll
Image caption Carroll foi o primeiro policial morto em serviço em 10 anos

Um adolescente de 17 anos foi indiciado nesta segunda-feira pelo assassinato do policial Stephen Carroll, na cidade de Craigavon, na Irlanda do Norte, no último dia 9 de março.

Carroll, que tinha 48 anos, foi baleado e morto quando atendia a um chamado por ajuda em uma área de maioria católica da cidade.

O adolescente, cujo nome não foi divulgado, deverá comparecer diante de um tribunal nesta terça-feira.

Ele também é acusado de portar uma arma de fogo com a intenção de ameaçar uma vida e de pertencer a uma organização ilegal, o grupo separatista IRA - Continuidade, que já havia assumido a autoria do atentado.

O adolescente também foi indiciado por coletar informações que poderiam ser usadas por grupos com intenções de cometer atentados.

Atentados

Mais cedo, também nesta segunda-feira, dois homens que haviam sido presos na semana passada por suspeitas de ligações com o assassinato foram liberados sem acusações.

Leia também na BBC Brasil: Policial é morto em novo ataque na Irlanda do Norte

Quatro outras pessoas estão detidas por suspeitas de envolvimento com o caso.

Esta foi a primeira vez em mais de 10 anos que um policial em serviço foi morto na Irlanda do Norte, onde um frágil acordo de paz entre protestantes unionistas (que defendem a união com o Reino Unido) e nacionalistas católicos (que querem a independência da região) está em vigor há alguns anos, após um sangrento conflito que durou décadas.

O assassinato ocorreu dois dias depois de um outro atentado ter matado dois soldados britânicos e ferido outras quatro pessoas no quartel de Massereene, no condado de Antrim, ao norte de Belfast, capital da Irlanda do Norte.

Leia também na BBC Brasil: Entenda o conflito na Irlanda do Norte

Notícias relacionadas