Governo do Paquistão só controla 38% do noroeste, diz levantamento da BBC

   

Um mapa produzido pela BBC sugere que apenas 38% do noroeste do Paquistão, incluindo a Província da Fronteira Noroeste e áreas próximas, estão sob controle total do governo do Paquistão.

O mapa foi baseado em pesquisas locais e relatos de correspondentes, além de conversas com autoridades paquistanesas, e mostra que a milícia islâmica Talebã está fortalecendo sua presença no noroeste do país.

A conclusão é que em 24% da região o governo civil não tem mais autoridade e os comandantes do Talebã assumiram o controle administrativo.

As informações usadas para criar o mapa se referem a 24 distritos da Província da Fronteira Noroeste, sete agências tribais e seis regiões de fronteira das chamadas Áreas Tribais com Administração Federal (FATA, na sigla em inglês).

Os pesquisadores analisaram relatos dos correspondentes do serviço em idioma urdu da BBC nos últimos 18 meses, além de conversas com autoridades locais, policiais e jornalistas.

Militantes do Talebã em Buner, no final de abril (arquivo)

Segundo a pesquisa, militantes do Talebã estariam controlando 24% da região

O presidente do Paquistão, Asif Ali Zardari, rejeitou a pesquisa, afirmando que suas conclusões são incorretas. Por sua vez, o Exército do Paquistão ressaltou que as descobertas do levantamento não são as mesmas de seus próprios relatórios.

Fuga

Tropas do governo estão realizando uma ofensiva militar que visa retomar parte da região. Os militantes conseguiram entrar recentemente no distrito de Buner, a apenas 100 km da capital paquistanesa, Islamabad.

A escalada militar contra o Talebã já levou dezenas de milhares de pessoas a fugirem dos combates na região.

A pesquisa da BBC também indicou áreas nas quais os pesquisadores acreditam que a militância ao estilo do Talebã podem se espalhar ainda mais.

Segundo o relatório, tendo como base as atuais percepções de violência motivada por religião, existem fortes indicações de que em 47% da província de Punjab a militância do Talebã pode aumentar num futuro próximo.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.