Lula diz que Dilma não deve parar de trabalhar

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva em encontro de empresários brasileiros e turcos em Istambul
Image caption Lula participou de encontro entre empresários turcos e brasileiros

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quinta-feira, em Istambul, na Turquia, que a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, não deve parar de trabalhar por causa de seu tratamento contra um câncer no sistema linfático.

"Não sou médico, e quem vai dizer para ela trabalhar ou não é o médico dela. Mas acho que, em caso de doença, quando a gente fica em casa fica mais doente", afirmou.

Segundo Lula, as mulheres são mais fortes que os homens nessas situações. "O homem quando tem uma gripezinha já quer ficar deitado, fica com preguiça. Você não vê mulher deixar de trabalhar ou de cuidar de filho por causa de gripe."

O presidente disse que conversou com Dilma por telefone logo após sua chegada a Istambul, na noite de quarta-feira, e que ela estava "bem e tranquila".

Na quarta-feira, a ministra deixou o hospital Sírio Libanês, em São Paulo, onde ficou hospitalizada para realização de exames após ter sentido dores em reação ao tratamento de quimioterapia a que está se submetendo.

Crise

Ainda nesta quinta-feira, Lula reiterou que o Brasil não vai entrar em recessão, apesar de acreditar que o crescimento do PIB não corresponderá ao que foi previsto.

"Vamos ter um crescimento menor, mas vamos ter um crescimento", disse.

Em um discurso no encerramento de um seminário entre empresários turcos e brasileiros, Lula chamou de "trambique" a especulação financeira que ajudou a criar a atual crise econômica mundial.

"Descobrimos que muitos empresários brasileiros aplicavam nos chamados derivativos. Ou seja, já não se contentavam em ganhar o que estavam ganhando, acharam que podiam ganhar um pouco mais fazendo trambique."

Segundo o presidente, por causa disso, muitas empresas tiveram problemas difíceis no Brasil, "que não eram necessários".

"Mas de uma coisa vocês empresários não podem se queixar: nunca na vida se ganhou tanto dinheiro como no meu governo", disse.

Durante a tarde desta quinta-feira, Lula visitou pontos históricos de Istambul, como a Mesquita Azul, o Palácio Topkaki e o Museu Santa Sofia, atraindo a curiosidade de turistas e cidadãos turcos.

Alguns o aplaudiram e outros pediram para tirar foto ao lado o presidente.

Nesta sexta-feira, Lula segue para a capital turca, Ancara, onde se encontra com o presidente do país, Abdullah Gul, antes de voltar a Brasilia.

Notícias relacionadas