Teste nuclear norte-coreano ameaça a paz, diz Obama

Barack Obama (arquivo)
Image caption Obama espera ação da comunidade internacional

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, condenou nesta segunda-feira o teste nuclear subterrâneo realizado pela Coreia do Norte.

"Estas ações, embora não sejam surpresa dadas as declarações e ações até esta data, são uma questão de grande preocupação para todas as nações", afirmou o presidente em nota oficial emitida em Washington.

"Tentativas da Coreia do Norte de desenvolver armas nucleares, assim como seu programa de mísseis balísticos, constituem uma ameaça à paz e à segurança internacional."

"O perigo apresentado pelas atividades ameaçadoras da Coreia do Norte exigem ação da comunidade internacional", afirmou o presidente.

A Grã-Bretanha também manifestou preocupação com o teste nuclear realizado pela Coreia do Norte.

O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, condenou a ação norte-coreana e disse que ela "vai minar a possibilidade de paz na península coreana e não ajudará a segurança da Coreia do Norte".

"A comunidade internacional vai tratar a Coreia do Norte como um parceiro se ela se comportar de maneira responsável. Se não fizer isto, pode esperar apenas contínuo isolamento."

Um porta-voz do presidente da Coreia do Sul, Lee Myung-bak, disse que o teste é um "sério desafio" para os esforços internacionais para a não-proliferação nuclear.

O Japão considerou a ação norte-coreana "inaceitável".

A Rússia, que ocupa a presidência rotativa do Conselho de Segurança das Nações Unidas, está preparando uma sessão de emergência para discutir o tema.