Coreia do Sul cria jogo para identificar 'espiões' do Norte

Reprodução do jogo no website do serviço de inteligência da Coreia do Sul
Image caption Na primeira etapa, os jogadores identificam 'suspeitos'

O Serviço Nacional de Inteligência da Coreia do Sul colocou em seu website um videogame que desafia os jogadores a identificarem "espiões, inimigos públicos e os simpatizantes da Coreia do Norte".

O jogo faz parte de uma campanha nacional que pretende alertar o público sobre "espiões" e os “criminosos de esquerda”, como afirma o site do Serviço Nacional de Inteligência do país.

O game oferece prêmios como relógios com a logomarca do órgão para blogueiros que incluírem um link para o jogo nas páginas pessoais da internet. A agência ainda vai premiar, até 21 de julho, 200 jogadores com laptops, câmeras fotográficas e consoles da Nintendo.

Segundo o jornal Korea Times, no primeiro estágio, os jogadores tentam identificar cinco pessoas suspeitas. Entre desenhos de pessoas em um parque, uma delas carrega uma placa escrita “I love Kim Il-Sung” (Eu amo Kim Il-Sung, em tradução literal), em referência ao ex-presidente norte-coreano que morreu em 1994.

Ao descrever as ações de supostos espiões norte-coreanos, o jogo pede aos usuários para que procurem por pessoas que “se escondem nos cantos de internet cafés e publicam artigos impuros na rede”.

O jornal afirma ainda que o jogo retrata esquerdistas e ativistas pró-unificação das duas Coreias como potenciais inimigos.

O diário cita um blogueiro que ridiculariza o jogo.

“Eu nunca conheci um espião, mas não acho que ele estará acenando ‘eu amo Il-Sung’ ou carregando walkie-talkies e documentos a favor da Coreia do Norte em parques públicos”, disse o blogueiro, não identificado, ao jornal.

“Da primeira vez que entrei, achei que o jogo era uma paródia tirando sarro da agência”, afirmou.

Links de internet relacionados

A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos de internet