Corpo de carioca desaparecido na África é encontrado

Gabriel Buchmann na África/Fonte: http://ajudegabrielbuchmann.blogspot.com/
Image caption Gabriel se preparava para cursar um doutorado nos Estados Unidos.

O Ministério das Relações Exteriores confirmou nesta quarta-feira que foi encontrado no Malauí o corpo do economista carioca Gabriel Buchmann, de 28 anos, desaparecido desde o dia 17 de julho no país africano.

Os primeiros resultados da autópsia que vai apontar as causas da morte do brasileiro devem começar a ser divulgados na quinta-feira, segundo a assessoria de imprensa do Ministério.

Contatado pela BBC Brasil, o Itamaraty disse que ainda não tem informações a respeito do traslado do corpo para o Brasil.

A família de Gabriel, que tinha dupla cidadania brasileira e francesa, foi notificada a respeito do desaparecimento no dia 20 de julho pelo ministério das Relações Exteriores francês.

Escalada

No dia 17, o carioca iniciou, sem a ajuda de guia, a escalada do Monte Mulanje, no sul do país africano.

Ele foi visto na última vez no mesmo dia, quando se preparava para a subida final ao pico Sapitwa, de 3.002 metros de altura. O pico Sapitwa é o maior da África Central. Na língua local, seu nome significa “área proibida”.

Duas equipes participavam das buscas no Malauí, uma por terra e outra por ar.

O corpo de Gabriel foi encontrado pela equipe de solo, composta por voluntários canadenses e bombeiros cariocas.

Buchmann viajava pelo mundo desde julho de 2008, tendo visitado 60 países como preparação para o doutorado em Economia da Pobreza que pretendia cursar na universidade americana da Califórnia.

Notícias relacionadas