Medvedev apresenta projeto de lei para ampliar ação do Exército no exterior

O presidente russo, Dmitri Medvedev. Foto AFP
Image caption Medvedev disse que a lei está relacionada aos eventos do ano passado

O presidente russo, Dmitri Medvedev, apresentou nesta segunda-feira ao Parlamento um projeto de lei que autorizaria as Forças Armadas russas a intervir em outros países caso os interesses do país estejam ameaçados.

O projeto prevê a permissão da ação das tropas russas no exterior para “impedir ou prevenir uma agressão contra outro Estado” ou ainda para “proteger cidadãos russos fora do país”.

Caso seja aprovada pelo Parlamento, o projeto ampliaria a legislação já existente que permite que a Rússia use unidades militares especiais no exterior para combater ameaças à segurança nacional.

De acordo com a lei, aprovada em 2006, o presidente precisa notificar os legisladores sobre essas operações, mas o tamanho, a localização e a agenda das unidades devem permanecer secretos.

Ossétia do Sul e Abecásia

Segundo a agência de notícias russa Interfax, ao apresentar o projeto, Medvedev disse que a lei estaria “relacionada a eventos conhecidos que ocorreram no ano passado”.

Em 2008, quando a Rússia lançou uma grande ofensiva contra a província separatista da Ossétia do Sul, invadindo o território georgiano, o governo russo afirmou que estava protegendo os cidadãos russos no local.

O conflito teve início em 7 de agosto, quando a Geórgia tentou retomar o controle da Província separatista da Ossétia do Sul, onde boa parte da população tem origem russa.

Em resposta, a Rússia lançou uma grande ofensiva e invadiu o território da Geórgia.

Desde a guerra, a Rússia aumentou sua presença militar tanto na Ossétia do Sul quanto na Abecásia, outra região separatista da Geórgia.

“Nós esperamos que esses eventos não voltem a acontecer, mas temos que lidar com essa questão”, disse o presidente ao apresentar o novo projeto de lei.

Notícias relacionadas