Ásia

Terremoto na Indonésia mata mais de 30

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

Um violento terremoto atingiu nesta quarta-feira a ilha de Java, na Indonésia, deixando mais de 30 mortos. O abalo de 7 graus na escala Richter acionou um alerta para o risco de formação de tsunamis na região.

Dezenas de prédios e casas ruíram na cidade de Tasikmalaya, no oeste da ilha, e milhares de pessoas foram retiradas de suas casas. O tremor abalou estruturas de prédios na cidade universitária de Bandung - próxima ao epicentro - e foi sentido também na capital indonésia, Jacarta (a 200 quilômetros ao norte).

Alguns dos mortos foram vítimas de um deslizamento de pedras em Bandung. Outros perderam a vida quando prédios desabaram no distrito de Cianjur, em Tasikmalaya, e na cidade de Sukabumi. Dezenas de pessoas teriam ficado feridas, ao menos 27 delas em Jacarta.

Equipes médicas e de resgate foram enviadas a Tasikmalaya, também localizada perto do epicentro, onde entre os prédios atingidos estão a casa do prefeito e uma mesquita. Centenas de pessoas buscaram abrigo numa base militar local, temendo tremores secundários.

O epicentro do terremoto foi no mar, a cerca de 115 quilômetros a sudoeste de Tasikmalaya, a uma profundidade de cerca de 50 quilômetros.

Casa destruída pelo tremor em Sukabumi, Java

Tremor destruiu casas e prédios na ilha de Java

O Centro de Pesquisas Geológicas dos EUA primeiramente afirmou que o tremor atingiu 7.4 graus na escala Richter, mas logo depois revisou para 7 a intensidade do terremoto. O alerta de tsunami foi suspenso logo depois do terremoto.

Sismologistas detectaram um leve aumento do nível do mar em Pelabuhan Ratu, a oeste de Java, indicando que houve um pequeno tsunami no local.

Em dezembro de 2004, um terremoto na costa de Sumatra, na Indonésia, detonou uma tsunami que matou mais de 200 mil pessoas na Ásia.

A Indonésia está localizada na área conhecida como Anel de Fogo, no Pacífico, uma das áreas onde mais ocorrem terremotos e atividade vulcânica no mundo.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.