Lula: Obama ligou duas vezes do Air Force 1 para dar os parabéns

Lula
Image caption Lula disse achar que o mundo precisa de mais líderes que choram em público

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva revelou neste sábado em Copenhague, que após o anúncio da escolha do Rio de Janeiro para sediar os Jogos Olímpicos de 2016, na sexta-feira, recebeu dois telefonemas do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que ainda voava no Air Force One de volta a Washington.

“Ele se disse feliz pelo Brasil e muito satisfeito por a Olimpíada ter ficado com a América do Sul”, afirmou Lula, acrescentando que a primeira ligação caiu quando o avião presidencial americano entrou em uma área de turbulência.

Leia mais: Rio bate Madri e será sede dos Jogos Olímpicos de 2016

O presidente brasileiro afirmou ainda que não considera constrangedora a viagem de Obama, que vem sendo criticado por ter voltado de mãos vazias aos Estados Unidos.

"Eu não acho que Obama pagou mico ao vir a Copenhague. Se ele não tivesse vindo, estaria agora sendo acusado que Chicago perdeu por ele não ter vindo”, disse Lula.

“Obama só tem nove meses de mandato e tem muito tempo para ganhar outras coisas.”

Choro

Ainda de acordo com Lula, ele recebeu telefonemas do presidente da França, Nicolas Sarkozy, que já havia declarado publicamente o seu apoio à candidatura do Rio, do emir do Qatar, Hamad bin Khalifa al Thani, e dos presidentes Fernando Lugo, do Paraguai, e Hugo Chávez, da Venezuela.

“O Chávez disse que teve uma premonição de que a Venezuela vai ganhar a medalha de ouro no futebol em 2016”, contou. “Certamente vai para a final com o Brasil.”

Bem-humorado, o presidente disse que ainda está “se beliscando” para acreditar que o Rio conquistou a Olimpíada e comentou o fato de ter chorado diante das câmeras após a vitória, na sexta-feira.

“Comecei a lembrar da minha vida, das coisas que pareciam impossíveis, e me deu vontade de chorar. Como eu não tenho vergonha de chorar, eu chorei”, admitiu.

“O choro é um dos momentos mais nobres do ser humano. Acho que faltam neste país mais dirigentes políticos que chorem.”

Ainda neste sábado, Lula segue para Bruxelas, na Bélgica, onde fica até a segunda-feira. A seguir, ele vai a Estocolmo, na Suécia, onde participa da Cúpula Brasil-União Europeia.