Europa

Alemanha Oriental: 20 anos após a reunificação

Vinte anos depois da reunificação da Alemanha, Franz Strasser, jornalista da BBC baseado nos Estados Unidos, decidiu fazer uma voltar à terra natal. Numa viagem pela antiga Alemanha Oriental Strasser foi ver o que mudou na região nas duas últimas décadas.

Ele nasceu em 1984, em Altenburg, mas deixou a Alemanha Oriental com sua família após a queda do muro de Berlim e cursou Jornalismo na Universidade de Columbia, em Nova York.

A cidade natal de Franz foi sua primeira parada nesta jornada. Desde a reunificação, Altenburg perdeu quase um terço de sua população de 50 mil pessoas.

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

Os jovens deixam a cidade uma vez que se formam no ensino médio. Eles dizem que as perspectivas de trabalho são melhores fora da região.

No entanto, nem todos os municípios da antiga Alemanha Oriental sofrem com a evasão. A segunda parada de Franz Strasser foi Leipzig, capital econômica e cultural da região, com 500 mil habitantes.

Após a reunificação, instalaram-se na cidade empresas como BMW, Porsche, Amazon e DHL. No entanto, o principal atrativo da região é a mão-de-obra barata.

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

Os trabalhadores da antiga Alemanha Oriental ganham cerca de 80% do que recebem seus colegas na antiga Alemanha Ocidental e menos até do que os habitantes de alguns países do leste europeu.

Saindo de Leipzig, Franz Strasser decidiu explorar o interior da antiga Alemanha Oriental. Na terceira etapa da viagem, ele visitou Sebnitz, uma cidade próxima à fronteira com a República Tcheca.

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

No ano 2000, a cidade esteve no centro de um escândalo, quando um tablóide nacional acusou neonazistas de afogar o filho de um imigrante numa piscina pública. Mais tarde ficou comprovado que a denúncia era falsa.

Ainda que a cidade tenha recuperado sua reputação como destino turístico, ela ainda enfrenta a questão da extrema direita. Em junho, o sucessor do partido nazista, o NPD, Partido Nacional Democrata, recebeu 13% dos votos numa eleição local, a segunda maior votação entre seis partidos.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.