Roman Polanski é transferido da prisão na Suíça

O diretor de cinema Roman Polanski
Image caption Polanski terá que pagar US$ 4,5 milhões de fiança

O diretor de cinema Roman Polanski, de 76 anos, foi transferido nesta quinta-feira de uma prisão em Zurique para um local não-revelado.

Um porta-voz do Ministério da Justiça suíço disse que a transferência foi realizada por "razões de segurança” e para a “proteção pessoal” do cineasta, segundo a agência de notícias Associated Press.

Polanski, preso desde setembro, deve ser libertado na sexta-feira sob fiança, estipulada em 4,5 milhões de francos suíços (aproximadamente US$ 4,48 milhões), e passará a ser mantido em prisão domiciliar em seu chalé nos Alpes suíços.

O cineasta terá de usar um dispositivo eletrônico que poderá ser usado para rastreá-lo se ele fugir.

Extradição

As autoridades da Suíça estão decidindo se devem ou não extraditar o diretor, atendendo a pedidos da justiça americana.

Polanski está sendo buscado pela Justiça dos Estados Unidos desde 1978, quando fugiu do país após ter sido condenado por ter mantido relações sexuais com uma menina de 13 anos de idade, o que é ilegal à luz pelas leis americanas.

O cineasta, nascido na França, foi preso em 26 de setembro, quando viajou para a Suíça para participar o Festival de Cinema de Zurique.

Polanski dirigiu filmes aclamados como O Bebê de Rosemary (1968), Chinatown (1974), Busca Frenética (1988) e O Pianista (2002).

Notícias relacionadas