Carla Bruni 'fez amizade' com mendigo parisiense

Revista Closer, em francês
Image caption Modelo e cantora passa pelo mendigo ao levar o filho para a escola

A primeira-dama da França, Carla Bruni, teria feito amizade com um mendigo que vive na rua perto de sua casa, em Paris.

A imprensa europeia está se referindo à história como um clássico caso de "a dama e o vagabundo".

Bruni, esposa do presidente Nicolas Sarkozy, teria dado dinheiro e uma cópia autografada de seu álbum ao homem, além de ter se oferecido para hospedá-lo em um hotel.

Em entrevista à revista Closer, o homem, cujo nome é Denis, disse que a modelo e cantora, de 41 anos, passa por ele diariamente, quando leva o filho para a escola. E assim surgiram as conversas.

"Ela pergunta como estou e me dá uma ou duas notas de 50 ou 100 euros", disse Denis ao jornal britânico Daily Telegraph.

Ele disse que os dois falam de livros e música, e que a primeira-dama até lhe deu uma cópia autografada de seu álbum mais recente.

Denis contou que não aceitou, no entanto, uma oferta de Bruni para colocá-lo em um hotel por um mês.

"Não é que eu goste de ficar na rua, é que tenho meus hábitos" ele disse ao Telegraph. "As pessoas dizem que é frio. Isso é verdade, mas estou bem agasalhado".

"Além disso, Carla me deu um cobertor do tipo militar, que me mantém aquecido".

Denis foi entrevistado pela revista Closer após Bruni ter mencionado suas conversas em uma entrevista para a revista Macadam, vendida pelos sem teto parisienses.

Carla Bruni se casou com o presidente francês Nicolas Sarkozy, duas vezes divorciado, em 2008.

Notícias relacionadas

Links de internet relacionados

A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos de internet