FBI divulga documentos secretos sobre Michael Jackson

Michael Jackson
Image caption Documentos não têm novas informações sobre a morte de Jackson

O FBI (a polícia federal americana) divulgou nesta terça-feira mais de 300 páginas de documentos secretos sobre o pop star americano Michael Jackson, morto em junho deste ano.

Os documentos não trazem informações novas sobre a morte repentina de Jackson, aos 50 anos de idade, após uma parada cardíaca.

Eles contêm informações relativas aos processos por abuso sexual de crianças lançados contra o cantor em 1993 e 2004.

Também há revelações sobre um episódio em que Jackson foi vítima de uma tentativa de extorsão.

Ameaça

Neste episódio, ocorrido em 1992, um homem ameaçou matar Michael Jackson e o então presidente dos Estados Unidos, George Bush.

Os arquivos citam uma carta do homem, que dizia: "Eu pessoalmente tentarei matar (Michael) se ele não pagar meu dinheiro".

Segundo o FBI, o autor da carta foi acusado de extorsão se declarou culpado e recebeu sentença de prisão em 1993.

Um outro documento revela que, em 2004, a polícia de Santa Maria, na Califórnia, pediu auxílio do FBI por acreditar que as audiências no tribunal durante o julgamento do cantor eram um "alvo fácil para terrorismo" devido à presença maciça da mídia global.

Não havia "informações indicando uma ameaça terrorista", disse o FBI.

O material foi divulgado após pedido da agência de notícias Associated Press e de outros órgãos de imprensa com base na lei americana de liberdade de informação.

Mais da metade dos arquivos, no entanto, permanecerá secreta.

Notícias relacionadas

Links de internet relacionados

A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos de internet