Vaticano investigará supostas aparições de Virgem Maria na Bósnia

Peregrinação de católicos na cidade de Medjugorje, Bósnia (AFP)
Image caption Cerca de 30 milhões de pessoas já visitaram a cidade desde a primeira aparição.

O Vaticano anunciou que enviará uma comissão para investigar alegações sobre aparições constantes da Virgem Maria na cidade de Medjugorje, na Bósnia-Herzegóvina.

A primeira aparição foi relatada por seis crianças, em junho de 1981.

Desde então, tem havido relatos diários sobre supostas aparições da Virgem Maria, em alguma ocasiões usando roupa cinza com véu e, em outras, vestindo trajes dourados, coroada com estrelas e flutuando em uma nuvem.

Os moradores afirmam que ela fala croata, pronunciando as frases: "Eu vim porque há muitos devotos verdadeiros aqui. Eu desejo estar com vocês para converter e reconciliar o mundo todo."

Também foi dito que três raios de luz precedem suas aparições, durante as quais supostamente as vozes das pessoas que testemunham o evento não são ouvidas.

A Igreja Católica, no entanto, há muito questiona a credibilidade das aparições.

A comissão irá se reportar à Congregação pela Doutrina da Fé, o principal corpo doutrinário do Vaticano.

Enquanto isso, a pequena cidade continua atraindo peregrinos.

Estima-se que cerca de 30 milhões de pessoas visitaram a cidade desde a primeira suposta aparição do que os moradores normalmente chamam de "Nossa Senhora".

Notícias relacionadas