Meio Ambiente

Austrália investiga navio chinês que vaza óleo na Grande Barreira de Corais

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

Autoridades na Austrália estão investigando as razões que levaram um cargueiro chinês a se desviar 12 quilômetros de sua rota e vazar óleo na Grande Barreira de Corais, na Austrália.

O primeiro-ministro australiano Kevin Rudd disse que a situação é séria e escandalosa e que os responsáveis serão punidos.

O navio está em uma área designada como reserva marítima, muito distante da rota autorizada para a navegação.

Autoridades disseram que o navio está seriamente danificado, mas estável, e que o risco de uma mancha de óleo na região está sendo contido.

Ecossistema

O navio, de 230 metros de comprimento, está carregado com 950 toneladas de óleo e 65 mil toneladas de carvão.

A embarcação deixou o porto de Gladstone, no Estado australiano de Queensland, em direção à China.

A Grande Barreira de Corais é o maior ecossistema do mundo e tem uma extensão de 2,5 mil quilômetros.

Cientistas temem que a região esteja ameaçada pelas mudanças climáticas.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.