Bolsas da Europa sofrem queda diante de incertezas na Grã-Bretanha e na Grécia

Bolsa de Londres
Image caption Analistas estão preocupados com situação política britânica

Os mercados da Europa sofreram queda em vários setores nas primeiras horas desta sexta-feira, mas se recuperaram ligeiramente durante a manhã, diante de temores sobre a crise na Grécia e a incerteza sobre o futuro do governo da Grã-Bretanha.

O índice FTSE 100 da Bolsa de Londres caiu 1% no início do pregão - em parte por causa de perdas nos mercados asiáticos e quedas em Wall Street, na quinta-feira.

O Cac 40, da Bolsa de Paris, e o Dax, de Frankfurt, também sofreram quedas.

A libra esterlina caiu frente ao dólar e ao euro.

Grécia

Analistas estão preocupados que um governo enfraquecido na Grã-Bretanha seja incapaz de reduzir o enorme déficit fiscal do país rapidamente.

Também há expectativas de que os partidos passem muito tempo negociando uns com os outros sobre a formação de um novo governo.

O problema do déficit veio à tona por causa dos acontecimentos na Grécia, que se viu obrigada a recorrer aos países da zona do euro ao FMI para conseguir um pacote de ajuda.

Apesar de a Grã-Bretanha ter uma dívida menor do que a Grécia, seu déficit orçamentário é tão grande quando o grego.

Líderes europeus devem se reunir ainda nesta sexta-feira em Bruxelas para acertar os detalhes finais do empréstimo de 110 bilhões de euros para a Grécia, enquanto os ministros das Finanças do G7 (as sete nações mais industrializadas do mundo) devem discutir a crise grega.

Uma das maiores preocupações é que outros países europeus, em particular Espanha e Portugal, acabem sendo "contaminados" pela crise.

Notícias relacionadas