BP afirma que está retirando menos petróleo do que o estimado do vazamento

Petróleo já começa a chegar na costa da Louisiana
Image caption Petróleo já começa a chegar na costa da Louisiana

A petroleira British Petroleum (BP) afirmou que a quantidade de petróleo recuperada da tubulação danificada depois que uma plataforma afundou no Golfo do México pode ser menor do que a estimada.

A BP informou que recuperou 2,2 mil barris de petróleo na quinta-feira. Antes, a companhia havia informado que tinha recuperado 5 mil barris de petróleo.

"O fluxo muda, não é constante", disse o porta-voz da BP John Curry na sexta-feira à agência de notícias Reuters.

Na quinta-feira, outro porta-voz, Mark Proegler, afirmou à agência de notícias AFP que a BP estava coletando 5 mil barris por dia.

Leia também na BBC Brasil: Câmera subaquática mostra vazamento na costa dos EUA

Estimativas de analistas independentes apontam que a perda de petróleo pode ser dez vezes maior que 5 mil barris diários.

Fechamento

A BP prometia fazer no domingo uma operação para fechar o vazamento. Mas o chefe de operações da petroleira, Doug Suttles, disse nesta sexta-feira que a operação poderá ocorrer apenas na próxima semana, possivelmente na terça-feira.

Na operação de fechamento a BP injetaria lama pesada para bloquear o fluxo de petróleo e, depois, cimento, para bloquear a tubulação permanentemente.

O vazamento começou em 20 de abril, quando uma plataforma de petróleo no Golfo do México explodiu e afundou, deixando 11 mortos.

A mancha de óleo resultante já chegou a praias a 90 km do local do acidente. O óleo atingiu a costa do Estado de Louisiana.

As autoridades temem que o petróleo continue destruindo ecossistemas das zonas alagadas no Delta do Mississipi.

Há também temores de que as correntes marinhas levem a poluição para a Flórida.

Notícias relacionadas