Insurgentes atacam principal base da Otan no sul do Afeganistão

Soldado americano em Kandahar
Image caption Ataque de Kandahar foi o segundo a uma importante base militar em poucos dias

Insurgentes atacaram neste sábado a principal base da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) no sul do Afeganistão.

Um porta-voz da organização afirmou que a base aérea de Kandahar foi alvo de um ataque com morteiros e foguetes, seguido de um ataque terrestre. Vários funcionários da Otan ficaram feridos.

Autoridades informaram que os responsáveis pelo ataque tentaram entrar na base, mas foram impedidos pelas forças de segurança. Cinco foguetes teriam atingido a base.

Lucian Read, um jornalista que estava presidente na base no momento do ataque, afirmou que as pessoas receberam instruções para ir para abrigos, e que os alto-falantes alertaram para o ataque terrestre.

A base, que está nos limites da cidade de Kandahar, a capital da província, conta com 23 mil funcionários e é atacada com frequência.

"A base aérea de Kandahar foi atacada por disparos indiretos aproximadamente às oito horas desta noite e, logo depois, um ataque terrestre ocorreu", disse o porta-voz da Otan, tenente-coronel Todd Vician, à agência de notícias Reuters.

Em uma declaração a Otan informou que nenhum dos insurgentes conseguiu entrar no perímetro da base e acrescentou que "alguns" funcionários civis e militares ficaram feridos e estão internados.

A Otan também informou que outros ataques no sul do Afeganistão, ocorridos mais cedo no sábado, mataram três de seus funcionários e um civil que trabalhava com os militares.

Segundo ataque

Este foi o segundo grande ataque a uma importante base nos últimos dias. Na quarta-feira militantes atacaram uma base militar americana em Bagram.

No ataque em Bragram, um empreiteiro americano foi morto no confronto que durou várias horas.

Na terça-feira, um suicida do Talebã atacou um comboio da Otan na capital, Cabul, matando 18 pessoas, incluindo seis soldados da organização.

O Talebã anunciou recentemente uma ofensiva contra as forças da Otan e soldados do governo afegão.