Juíza e escrivão são mortos a tiros em tribunal na Bélgica

Policiais perto do Palais de Justice após o crime
Image caption Tribunais belgas enfrentam problemas de segurança

Uma juíza e um escrivão foram mortos a tiros em um tribunal em prédio anexo ao Palácio de Justiça de Bruxelas, na Bélgica, de acordo com informações da rádio estatal RTBF.

O ministro da Justiça belga, Stefaan de Clerck, confirmou que a juíza e o escrivão foram mortos durante uma audiência em um tribunal cível, que lida com casos de divórcio e disputas entre vizinhos.

Alguns advogados testemunharam o crime, que teria ocorrido pouco após as 11h, no horário local (6h, no horário de Brasília), e disseram que um homem atirou sem nenhum tipo de aviso prévio e em seguida saiu correndo da sala.

A polícia informou que o atirador, que estaria ferido, está sendo procurado.

‘Horrível’

Em uma entrevista à RTBF, De Clerck descreveu o incidente como "horrível" e disse acreditar que esta é a primeira vez na história da Bélgica que um magistrado foi morto durante uma audiência.

De acordo com o correspondente da BBC em Bruxelas Dominic Hughes, nos últimos anos foram registradas falhas graves de segurança nos prédios de Justiça belgas, incluindo fugas de prisioneiros do Palácio de Justiça, sede de tribunais do país.

No ano passado, De Clerck propôs transferir os tribunais para prédios mais modernos e seguros.

Entretanto, ele enfrentou a oposição de advogados, que argumentaram que o Palácio da Justiça é um símbolo nacional poderoso.