Portugal chega à África do Sul e treina diante de 2 mil pessoas

Público assiste a treino de Portugal
Image caption Primeiro treino atraiu torcedores de Portugal

Em um clima que parece ser bem diferente do da concentração brasileira na África do Sul, a seleção de Portugal realizou seu primeiro treino neste domingo diante de uma plateia de pelo menos 2 mil torcedores.

A lotação esgotada deixou de fora outras centenas de portugueses, moçambicanos e angolanos que se conformaram em lotar as estradas vizinhas a Bekker High School, onde fica o campo de treinamento, na esperança de conseguir ver os jogadores no ônibus que os levou de volta ao hotel, em Maligesburg (cerca de 60 km a noroeste de Johanesburgo).

"Nos não estávamos a espera desta recepção", disse o meia Tiago, do Athletic de Madri, após o treino. "É um calor humano fantástico que com certeza nos dá mais força."

Segundo o Consulado Português, há pelo menos 130 mil portugueses vivendo em Johanesburgo.

Esta é a última seção de treinamento aberta dos portugueses antes do amistoso contra Moçambique, na próxima terça-feira, no tradicional estádio de críquete de Wanderers, em Johanesburgo.

Brasil

A estreia de Portugal contra a Costa do Marfim, no dia 14 de junho em Port Elizabeth, é, segundo os jogadores a partida mais difícil desta Copa.

"O primeiro adversário é sempre o mais difícil, porque é muito importante começar bem", disse o zagueiro Paulo Ferreira, do Chelsea. Vamos tentar fazer uma boa partida.

Para Ferreira, o Brasil não é uma preocupação maior que os demais adversários do grupo G, que inclui ainda a Coreia do Norte.

"Estamos tão preocupados com o Brasil quanto possivelmente eles conosco", afirmou. "Estamos em um grupo difícil. A Costa do Marfim é outra grande seleção, com excelentes jogadores, a maioria deles jogando na Europa. Vai ser extremamente difícil."

O Brasil enfrenta Portugal no dia 25 de junho, em Durban.

Notícias relacionadas