Veterana repórter da Casa Branca se aposenta após comentários sobre Israel

Helen Thomas
Image caption O vídeo com as declarações recebeu mais de um milhão de acessos

A mais antiga jornalista a cobrir assuntos relacionados à Casa Branca, Helen Thomas, anunciou sua aposentadoria nesta segunda-feira, aos 89 anos, por causa de declarações polêmicas feitas a respeito de Israel.

Os comentários foram feitos há 10 dias, em uma entrevista para o site RabbiLive.com, na qual Thomas disse que os israelenses deveriam “dar o fora da Palestina” e ir para a Alemanha, a Polônia ou os Estados Unidos.

O entrevistador perguntou se Thomas tinha algum comentário sobre Israel. "Diga a eles para dar o fora da Palestina", respondeu a jornalista.

"Lembre-se que esse povo foi ocupado e que é a terra deles, não a Alemanha ou a Polônia", disse. "Eles podem ir para casa, para a Polônia, a Alemanha, os Estados Unidos, qualquer outro lugar."

Críticas

Thomas iniciou sua carreira jornalística em 1943, na agência de notícias United Press International (UPI), e cobriu os governos de todos os presidentes americanos desde John F. Kennedy.

O vídeo com suas declarações circulou pela internet, com mais de 1 milhão de acessos no site YouTube, e os comentários provocaram uma onda de protestos e críticas, inclusive por parte do governo americano.

O porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, disse que os comentários eram "ofensivos e repreensíveis".

A escola de Ensino Médio Walt Whitman, no Estado de Maryland, cancelou a participação de Thomas, que faria um discurso como convidada na cerimônia formatura, alegando que a celebração não era "lugar para a criação de discórdia".

Desculpas

Thomas se desculpou pelos comentários em sua página na internet.

Na última sexta-feira, ela escreveu: "Eu lamento profundamente os comentários que fiz na semana passada a respeito de israelenses e palestinos. Eles não refletem minha crença sincera de que a paz no Oriente Médio só será possível quando todas as partes reconhecerem a necessidade de tolerância e respeito mútuo. Espero que esse dia chegue logo".

O pedido de desculpas, porém, não foi suficiente para abafar a polêmica. Nesta segunda-feira, a empresa de comunicações Hearst, na qual Thomas trabalhava como colunista desde 2000, anunciou sua aposentadoria.

"Helen Thomas anunciou nesta segunda-feira sua aposentadoria, com efeito imediato", diz o comunicado da empresa.

"Sua decisão ocorre após seus comentários polêmicos sobre Israel e os palestinos terem sido capturados em vídeo e amplamente divulgados na internet", diz o texto.