Gilberto Silva diz que Felipe Melo foi 'atípico' contra Tanzânia

Gilberto Silva (Foto: AFP)
Image caption Gilberto Silva disse que Felipe Melo teve desempenho atípico. (Foto: AFP)

O volante da seleção brasileira Gilberto Silva disse nesta quarta-feira que seu companheiro de posição no time titular, Felipe Melo, teve um desempenho 'atípico' no amistoso realizado esta semana contra a Tanzânia.

Felipe Melo errou passes no meio de campo e tomou o único cartão amarelo da seleção brasileira nos dois amistosos de preparação para a Copa.

"Talvez no jogo passado [contra a Tanzânia], ele foi atípico. Ele saiu um pouco do [padrão] que ele vem jogando até agora, mas creio que ele é muito tranquilo e não se abala por isso."

Apesar da crítica, Gilberto Silva elogiou a parceria entre os dois no meio campo brasileiro e disse acreditar que Felipe Melo estará melhor na Copa.

"O Felipe é um jogador de personalidade forte, mas é também uma pessoa que aceita correção quando é preciso", disse Gilberto. "Se for necessário ser chamado atenção, todo mundo precisa estar aberto a isso. Se chegar o momento em que eu cometer algum erro, também vou estar aberto para ouvir. Isso é parte do trabalho."

No jogo contra a Tanzânia, Gilberto e Felipe não mostraram o entrosamento habitual e os erros de posicionamento do meio-campo deixaram os zagueiros do Brasil expostos e sobrecarregados. Os dois foram substituídos no intervalo por Josué e Ramires, que acabou marcando seus dois primeiros gols na seleção.

'Sufoco'

Gilberto Silva defendeu a seleção das críticas de ter passado "sufoco" contra equipes modestas, como Zimbábue e Tanzânia. Apesar das goleadas nas duas partidas, a defesa brasileira teve muito trabalho, e nas duas ocasiões o goleiro Gomes foi muito exigido.

"Pegamos uma seleção que não vai jogar a Copa. Se fosse em um jogo de Copa, ela jamais jogaria assim contra a seleção brasileira", disse Gilberto Silva sobre a Tanzânia, adversário batido pelo Brasil na segunda-feira, por 5 a 1.

"Na Copa do Mundo, nenhuma equipe vai jogar como franco-atirador como fez a equipe da Tanzânia."

No entanto ele reconheceu que o Brasil cometeu alguns erros, como na saída de bola do ataque para a defesa, e prometeu que a equipe vai corrigir tudo até a estreia para a Copa.

"Sem dúvida, da forma como jogamos e com os erros que a equipe cometeu, nós sempre ficamos atentos. Mas foi um jogo completamente diferente do que estamos acostumados a fazer."

"Tenho certeza que até a estréia - temos ainda uma semana - teremos tempo para fazer um 'polimento' e ajustes finais. E que esses erros que cometemos nessas partidas não voltem a acontecer."

Notícias relacionadas