Pelo menos 88 pessoas morrem em enchentes na China

Vítima de enchente na China
Image caption Cerca de 757 mil pessoas tiveram de deixar suas casas.

Pelo menos 88 pessoas morreram nas enchentes que ocorrem há uma semana no sul da China e as fortes chuvas devem continuar nos próximos dias.

De acordo com Ministério de Assuntos Civis, citado pela agência de notícias estatal chinesa Xinhua, 48 pessoas estão desaparecidas e 757 mil pessoas tiveram de abandonar suas casas.

Mais de 33 mil casas foram destruídas ou danificadas.

A televisão estatal chinesa, CCTV, exibiu imagens de vilas inteiras debaixo d'água nas províncias de Guanxi e Fujian, onde moradores ilhados estão sendo resgatados por equipes de resgate de emergência.

Na manhã deste sábado, o Ministério e a Comissão Estatal de Auxílio em Desastres elevaram a resposta às enchentes do nível três para o nível quatro.

Cerca de 9,27 milhões de pessoas em várias províncias no sul do país foram afetadas, segundo o Ministério, que estima as perdas diretas causadas pelas fortes chuvas em 10 bilhões de iuans (cerca de R$ 2,6 bilhões).

O Centro Meteorológico Nacional reiterou neste sábado o alerta laranja de tempestade - o segundo mais alto - que tinha dado já na sexta-feira, alertando que mais chuvas e possivelmente tempestades devem atingir a China nos próximos dias.

O vice-premiê chinês, Hui Liangyu fez um apelo para que os governos locais reforcem os esforços para controlar as enchentes e para salvar as pessoas afetadas pelo desastre.