Igreja austríaca cria fundo para vítimas de abuso sexual

O cardeal  austríaco Christoph Schoenborn
Image caption Para o cardeal Christoph Schoenborn, abusos não podem se repetir

A Igreja Católica da Áustria anunciou nesta quarta-feira a criação de um fundo para indenizar vítimas de abuso sexual cometidos por padres.

A resolução, definida em conferência dos bispos do país, determina também a suspensão de religiosos suspeitos até o fim das investigações sobre suas supostas agressões. Uma comissão de religiosos apura 193 denúncias de abuso.

"O muro do silêncio foi quebrado", afirmou o cardeal Christoph Schoenborn. "Isso não pode acontecer e não pode se repetir."

Além de indenizar as vítimas, o fundo vai custear seções de terapia para quem precisar de tratamento psicológico. O dinheiro virá dos próprios infratores ou da instituições católicas responsáveis por eles.

Os bispos também prometeram mais rigor e treinamento no processo de recrutamento de padres.

Entre as medidas, também está a criação de uma comissão para cada diocese austríaca, encarregada de alertar o bispo responsável sobre as consequências para os culpados de abuso.

A iniciativa da igreja austríaca não é inédita. A diocese de Los Angeles, nos Estados Unidos, desembolsou em 2007 cerca de US$ 660 milhões para vítimas de abusos sexuais.

Notícias relacionadas