Gripe de Messi preocupa, mas não abala fé de argentinos

Messi
Image caption O jogador é a maior esperança da torcida argentina

A gripe que impediu o jogador Lionel Messi de treinar nesta quinta-feira gerou preocupação na Argentina, mas não abalou o otimismo dos torcedores antes do jogo contra a seleção da Alemanha, no sábado, pelas quartas de final da Copa do Mundo da África do Sul.

"Alarme para Maradona: Messi está gripado e não treinou hoje", disse a rádio Diez, de Buenos Aires, afirmando que o jogador "é dúvida para o jogo de sábado".

Na mesma linha informaram as emissoras de televisão TN (Todo Noticias) e C5N.

O site do jornal Clarín publicou que "Messi gerou alarme, mas o médico diz que, apesar da gripe, ele deve jogar no sábado".

Segundo o médico da seleção argentina, Donato Villani, Messi será "testado a fundo", nesta sexta, véspera da partida.

Otimismo

A notícia gerou diferentes comentários entre os torcedores.

"Hoje está frio e chovendo (em Buenos Aires), mas sábado, com ou sem Messi, vamos ter um sol maravilhoso da vitória contra a Alemanha", disse o porteiro Julio Dominguez, de 58 anos.

Na emissora de televisão C5N especulava-se que a final da Copa poderia ser entre Argentina e Brasil, e o mesmo pôde ser ouvido nas ruas da cidade.

"Com ou sem Messi, chegaremos lá e com o Brasil na final", disse o taxista Juan Lavalle, de 35 anos.

O comerciante Aldo de La Cruz, de 41 anos, afirmou que o Brasil "já ganhou muitas Copas" e que agora "é a vez da Argentina", embora diga que o país tenha um "time para se respeitar".

No último domingo, estima-se que mais de 20 mil pessoas concentraram-se no Obelisco do centro de Buenos Aires após a vitória da seleção contra o México.

A dúvida é se haverá ou não nova multidão no ponto de encontro tradicional dos torcedores argentinos neste sábado.

Notícias relacionadas