Eliminação na Copa da África do Sul choca argentinos

Torcedores argentinos na Praça San Martin, em Buenos Aires (foto: Reuters)
Image caption Gols da Alemanha silenciaram torcedores argentinos

A eliminação da seleção da Argentina na Copa do Mundo da África do Sul chocou os argentinos neste sábado. Os torcedores ficaram sem palavras com a eliminação do país, após a derrota por quatro a zero para a Alemanha.

"Não sei o que dizer", disse uma torcedora, na Praça San Martin, no centro de Buenos Aires.

No Obelisco, símbolo da cidade, na Avenida Nove de Julho, a multidão começou a deixar o local quando a Alemanha marcou o terceiro dos quatro gols.

"Não consigo falar", disse um senhor, com boné azul e branco, abraçado a bandeira do país.

Famílias inteiras, vestindo a camiseta da seleção, guardaram as bandeiras e saíram caminhando de volta para casa.

"O time de Maradona não merecia este final", disse uma mulher, chorando.

Outro torcedor, Nicolas Castro, também estava surpreso com a eliminação da seleção do país.

"A Copa deixou claro que Messi não é o sucessor de Maradona. Mas Messi tem 23 anos e ainda tem tempo para mostrar isso. E Maradona deve continuar como técnico porque a Argentina jogou bem", disse.

Pouco depois do jogo, os que continuaram no Obelisco, iniciaram aplausos para Maradona e a seleção.

"Temos que apoiá-los. Jogaram bem", disse um torcedor ao Canal 26 de televisão. Outro acrescentou: "Eles jogaram com garra até o fim”". O comentarista da emissora disse que foi um "quatro a zero demolidor" e que sequer "o mais pessimista" poderia ter pensado neste final.

Telões

Segundo estimativas, mais de 40 mil pessoas se concentraram em alguns pontos centrais de Buenos Aires, onde foram instalados telões, como a Praça San Martin e o Obelisco.

O clima de festa tinha começado cedo, com vuvuzelas, batucadas e buzinas, em vários bairros da cidade, mas os argentinos ficaram mudos diante das telas da TV e dos telões nas praças públicas à medida que o jogo avançava.

"A Argentina jogou bem, mas encontrou um adversário mais forte, superior", disse, um dos comentaristas da emissora pública de televisão Canal Sete.

A emissora de televisão América escreveu na tela: "Argentina, o fim de um sonho". O site de notícias Infobae publicou: "Argentina fora do mundial, derrotada por uma demolidora Alemanha".

Por sua vez, o jornal Clarín destacou: "Argentina deixa a Copa humilhada". Já o La Nación disse que a Alemanha venceu porque "desnudou as falhas" da Argentina.

Segundo a emissora de televisão C5N, Maradona atrasou o inicio da coletiva, após a partida, porque estava "inconsolável" no vestiário.

"Eu até posso deixar (o cargo de técnico), mas que estes jogadores continuem (jogando) e mostrando o futebol da Argentina", disse Maradona durante a coletiva.

Segundo ele, Messi não marcou nenhum gol porque os goleiros foram as estrelas. Maradona disse ainda que o jogador chorou no vestiário.

"Mas esse é o futebol do nosso país e esse estilo é que deve prosseguir", afirmou.

Ele terminou a entrevista, mostrada pelos canais de televisão argentinos, dizendo que a derrota foi "o pior dia da minha vida".

Notícias relacionadas