Acidente com caminhão deixa cerca de 200 mortos no Congo

Pouco mais de 200 pessoas morreram e centenas ficaram feridas quando um caminhão tanque transportando gasolina pegou fogo em um vilarejo na República Democrática do Congo na sexta-feira à noite.

O caminhão, que vinha da Tanzânia, virou no vilarejo de Sange, cerca de 70 quilômetros ao sul da capital da província de Kivu do Sul, Bukavu, perto da fronteira leste do país.

A gasolina vazou do tanque depois do acidente, pegando fogo e provocando uma explosão. Segundo o porta-voz da ONU Olamide Adedeji, pouco mais de 200 pessoas morreram.

Informações anteriores davam conta de que até 270 pessoas teriam morrido.

Ainda não se sabe como o fogo começou, mas muitas casas do vilarejo, feitas de barro e capim seco, queimaram na explosão.

James Reynolds, do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, disse que o total de vítimas deveria aumentar.

A organização está enviando remédios e bolsas para a colocação de corpos para o vilarejo e prepara um helicóptero para transferir os feridos para um hospital.

Acidentes como esse são comuns na região e o número de vítimas costuma ser alto porque muitas pessoas tentam recolher o combustível vazado.

Há informações de que o caminhão tanque teria parado no vilarejo, esperando outros caminhões tanques que faziam parte do mesmo comboio, quando a superfície da rua cedeu.

Segundo testemunhas, os moradores do vilarejo teriam corrido para tentar recolher combustível.

Aparentemente, muitos soldados congoleses moravam no vilarejo com sua família. O vilarejo está de luto.

Notícias relacionadas