Alemanha investiga evasão de divisas em filiais de banco suíço

Agência do banco Credit Suisse em Frankfurt, Alemanha (Reuters, 14 de julho)
Image caption Funcionários do banco são suspeitos de participação no esquema

Autoridades alemãs lançaram nesta quarta-feira uma operação em 13 agências do banco suíço Credit Suisse como parte de investigações a respeito de fraude em impostos e evasão de divisas.

De acordo com a promotoria da cidade de Dusseldorf (oeste da Alemanha), cerca de 140 homens participaram da operação, que estão acontecendo em todo o país.

Além de Dusseldorf, operações estão sendo realizadas em Hamburgo, Hanover, Colônia, Nuremberg, Stuttgart, Munique e Regensburg.

As investigações tiveram início depois de as autoridades alemãs terem tido acesso a um CD que supostamente continha dados sobre 1,1 mil alemães que manteriam dinheiro ilegalmente na Suíça.

Suspeita-se que funcionários do banco podem ter auxiliado estes clientes nas operações de evasão de divisas.

De acordo com a versão alemã do jornal Financial Times, a sede do banco, que fica em Zurique, teria confirmado as ações e afirmou que colaboraria com as autoridades.

CD

O CD com as informações financeiras teria sido comprado pelas autoridades alemãs em fevereiro.

Informações não confirmadas divulgadas à época dão conta de que as autoridades teriam pagado cerca de 2,5 milhões de euros pelo CD a um informante.

De acordo com Oana Lungescu, repórter da BBC em Berlim, a suposta aquisição do CD teria causado um incidente diplomático, com autoridades suíças acusando a Alemanha de fazer negócios com criminosos.

Os investigadores acreditam que o esquema possa ter resultado no envio não declarado para a Suíça de 1,2 bilhão de euros.

Notícias relacionadas