‘Bonnie e Clyde’ fogem há 11 dias da polícia nos EUA

John McCluskey e sua noiva e prima Casslyn Welch/AP
Image caption A polícia diz que Casslyn ajudou na fuga dos homens

A polícia americana continuou perseguindo nesta segunda-feira um casal de criminosos que já cruzou cinco Estados do país nos últimos 11 dias.

O casal teria se auto-apelidado Bonnie e Clyde, em referência aos criminosos que cometeram vários assaltos e assassinatos na década de 1930 nos Estados Unidos antes de serem mortos pela polícia.

John McCluskey e sua noiva e prima Casslyn Welch são procurados por causa de um duplo assassinato após ele ter fugido de uma prisão no Arizona.

A caçada levou a polícia ao interior do grande parque nacional de Yellowstone, no Estado do Wyoming.

Recompensa

Na segunda-feira, a polícia havia capturado um colega de fuga de McCluskey, Tracy Province, a cerca de 100km do parque, armado de uma pistola.

A polícia afirmou não acreditar que o casal esteja mais nas dependências do parque.

Mais de 100 homens armados participaram das buscas aos fugitivos entre os cerca de 30 mil turistas que acampados nas dependências de Yellowstone.

As autoridades dizem que no dia 30 de julho Welsh, de 44 anos, ajudou na fuga do trio composto por Province, McCluskey e um terceiro homem, Daniel Renwick, capturado já em 1º de agosto no Colorado.

McCluskey cumpria pena de 15 anos por tentativa de assassinato.

A polícia disse que existe uma recompensa de R$ 40 mil pela captura do casal.