Delegações cogitam não ir aos jogos da Comunidade Britânica na Índia

O estádio Jawaharlal Nehru, em Nova Déli
Image caption Passarela que liga estádio a estacionamento caiu em Nova Déli

Após sucessivos problemas nos preparativos para os Jogos da Comunidade Britânica em Nova Déli, capital da Índia, as delegações da Escócia e do País de Gales puseram nesta quarta-feira em dúvida sua participação no evento.

Citando preocupações com a acomodação dos atletas, a equipe escocesa anunciou que postergaria sua viagem à Índia. Os galeses, por sua vez, exigiram que os organizadores confirmassem até a noite desta quarta-feira que todas as instalações do evento estariam prontas.

Mais cedo, parte do forro do principal estádio dos Jogos – uma espécie de Olimpíada disputada, em sua maioria, por ex-colônias britânicas – desabou, sem deixar feridos.

Leia mais na BBC Brasil sobre o acidente

No dia anterior, a queda de uma passarela que liga o mesmo estádio a um estacionamento feriu 23 pessoas, e representantes de nações que participam do evento, que ocorrerá entre 3 e 14 de outubro, criticaram a falta de higiene na vila dos atletas e problemas como quartos inacabados e banheiros sujos.

Padrões internacionais

Numa tentativa de apaziguar os ânimos, o chanceler indiano Somanahalli Krishna disse à BBC que os Jogos seguirão padrões internacionais.

Ele atribuiu as falhas na organização a enchentes causadas por chuvas de monção e garantiu que todos os atletas e estádios serão contemplados pelo esquema de segurança da organização.

O ministro britânico dos Esportes, Hugh Robertson, manifestou apoio ao evento. Em entrevista à BBC, ele disse estar confiante de que “os indianos terão tempo para resolver os problemas, e nosso conselho neste momento (aos atletas) é que devem ir”.

No entanto, o chefe da delegação inglesa, Andrew Foster, afirmou que a equipe ainda precisava de garantias sobre a vila dos atletas e os estádios. Segundo ele, a delegação continuava com a “intenção de ir” aos Jogos, mas monitorava atentamente a situação em Nova Déli.

Antes das queixas das delegações escocesa e galesa, um atleta inglês e um australiano anunciaram que não participariam dos Jogos devido a temores em relação à segurança e à saúde. O primeiro-ministro da Nova Zelândia, outra nação participante, disse que apoiaria qualquer atleta que decidisse não viajar à Índia.

Notícias relacionadas