Enchente leva 2 milhões de pessoas a abandonar suas casas na Nigéria

Cerca de dois milhões de pessoas no norte da Nigéria tiveram que abandonar suas casas depois que autoridades do país abriram as comportas de duas represas.

A enchente começou repentinamente quando as comportas das represas de Challawa e Tiga foram abertas, de acordo com o porta-voz do governo do Estado de Jigawa.

Segundo o porta-voz, as duas represas ficam no Estado vizinho, Kano, mas cerca de 5 mil vilarejos de Jigawa foram afetados.

Segundo a agência de notícias Associated Press, ainda não se sabe se os moradores receberam um alerta sobre a abertura das comportas das represas, ou se alguem ficou ferido ou está desaparecido.

As comportas são abertas normalmente todo o ano, durante a estação das chuvas.

Vários Estados do norte da Nigéria foram afetados pelas enchentes em 2010.

A agência de meteorologia da Nigéria tinha previsto anteriormente um baixo índice de chuvas no norte do país, alertando também que mais de 12 milhões de pessoas poderiam enfrentar a falta de alimentos devido à seca, segundo informações da agência AFP.

Em um ano normal, a água liberada das represas irriga campos com lavouras de milho e arroz durante a curta estação de cultivo no país.

Os Estados de Jigawa e Kano são parte da região do Sahel, uma área semiárida ao sul do Deserto do Saara.