Policial algema adolescente por relação com enteada nos EUA

Um policial de San Jose, na Califórnia, está sendo investigado por ter algemado o namorado da enteada e por ter dito que estava prendendo o rapaz por ter abusado sexualmente da menina de 14 anos.

O incidente foi filmado em um telefone celular pelos pais do rapaz de 15 anos, que já namoraria a menina há algum tempo. No vídeo, obtido pelo The San Jose Mercury News, o policial aparece de uniforme falando com o jovem na sala da casa de sua família.

"Não é uma coisa boa que a pessoa com quem você teve relação sexual seja a filha de um policial. O promotor público vai provavelmente entrar na Justiça", disse ele no vídeo.

"Não se brinca com a filha de um policial. Você é burro."

'Susto'

O policial, que está suspenso das suas funções, disse que estava apenas tentando assustar o rapaz, segundo seu advogado. Mas os pais do adolescente disseram à mídia local que o que eles viram foi um policial furioso abusando de sua autoridade.

"Ele chegou de uniforme completo e estacionou a motocicleta em frente à nossa casa. Ele não veio de jeans e camiseta", disse a mãe do rapaz ao Mercury News.

"Ele não veio como pai. Ele veio como alguém que tinha a autoridade de fazer o que quisesse conosco."

'Caminho errado'

Depois da discussão captada em vídeo, o policial teria tirado as algemas do rapaz e dito a seus pais que não iria prendê-lo e que só queria assustá-lo, mas a família não aceitou a explicação e decidiu denunciá-lo às autoridades.

Mais tarde, o rapaz envolvido foi intimado a depor por relação sexual ilegal, acusação normalmente usada para casos em que dois menores com idades similares fazem sexo consensual.

A enteada do policial também teria recebido a mesma intimação, mas acusações como essa raramente vão a julgamento, já que a promotoria pública costuma recusar casos que não envolvem coerção.

Os nomes do policial e dos pais do rapaz não foram divulgados para proteger a identidade dos menores.

Notícias relacionadas