Ásia

Indonésia tem nova erupção; mortos em tsunami passam de 340

Vulcão Merapi, na Indonésia

Erupção anterior do vulcão deixou 33 mortos nesta semana

O vulcão Merapi voltou a entrar em erupção nesta quinta-feira na Indonésia, depois de ter deixado pelo menos 33 mortos na erupção anterior, no começo da semana.

Moradores da região passaram uma segunda noite em abrigos emergenciais e, até o momento, não há relatos sobre novas vítimas.

Também nesta quinta-feira, foi realizado o enterro coletivo de 20 mortos na primeira erupção.

Ao mesmo tempo, continuam os esforços para atender as vítimas do terremoto de magnitude 7,7 seguido de tsunami, que na segunda-feira atingiu outra parte do país, o remoto arquipélago de Mentawai, próximo à costa da Ilha de Sumatra (oeste da Indonésia).

O número de mortos já passa de 340, e há centenas de desaparecidos em áreas devastadas pelas ondas de três metros de altura.

O mau tempo e o mar instável estão atrasando os esforços de resgate e a movimentação de barcos que levam ajuda.

Assistência às vítimas

Equipes de emergência conseguiram chegar à região onde 13 aldeias foram completamente devastadas pela água e, segundo Karishma Vaswani, correspondente da BBC em Jacarta, a maior parte dos vilarejos já foi visitada.

Valas comuns foram cavadas para enterrar o grande número de vítimas, e milhares de pessoas que perderam suas casas foram colocados em abrigos temporários.

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Executar com Real Media Player OU Windows Media Player

O presidente indonésio, Susilo Bambang Yudhoyono, antecipou a volta de uma viagem ao exterior e se encontrou com sobreviventes em uma das Ilhas Mentawai.

Ele determinou a construção de casas, centros médicos e escolas assim que for possível.

O governador das Ilhas Mentawai disse à BBC que, agora, o foco das equipes de emergência é dar tratamento às centenas de pessoas que ficaram feridas no tsunami.

A expectativa é os trabalhos de ajuda às vítimas nas ilhas demorem pelo menos uma semana.

Sistema de alerta

Autoridades no país confirmaram que um sistema de alerta de tsunami, instalado no Oceano Índico após o devastador tsunami de 2004, falhou na segunda-feira.

Clique Leia mais na BBC Brasil sobre a falha no sistema de alerta

O tsunami de cerca de seis anos atrás, considerado uma das piores catástrofes dos tempos modernos, que deixou mais de 250 mil mortos em 13 países, incluindo Indonésia, Tailândia, Sri Lanka e Índia.

O mau tempo também afetou a região da Ilha da Nova Guiné, no leste da Indonésia, causando inundações e a queda de um avião que trabalhava no resgate de vítimas das enchentes na região.

A aeronave caiu na quarta-feira voltando da cidade de Nabire, na província indonésia de Papua, para a capital, Jacarta, após entregar suprimentos a afetados pelas inundações.

Três policiais morreram e dois estão desaparecidos, segundo o jornal Jakarta Globe.

Em setembro de 2009, mais de mil pessoas foram mortas depois de um terremoto próximo a Sumatra.

Em 1930, uma erupção vulcânica no Merapi destruiu 13 vilarejos e matou mais de mil pessoas.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.